+ Responder ao Tópico
Página 1 de 6 123 ... ÚltimoÚltimo
Resultados 1 a 10 de 51
  • Compartilhar Post
  • Ferramentas de Tópicos
  1. #1
    Data de Ingresso
    Mar 2009
    Localização
    Santa Maria -RS
    Posts
    228

    Intel LGA 1155 e LGA 2011, diferenças e processadores

    LGA 1155 - Sandy Bridge e Ivy Bridge


    Daqui algum tempo, no primeiro semestre de 2012, a Intel vai lançar sua próxima geração de processadores de desktop para o socket LGA1155, com base no novo silício Ivy Bridge. Ivy Bridge é um die-shrink de 22 nanômetros do Sandy Bridge, com poucos recursos adicionados / melhorados. O tamanho menor do Ivy Bridge permitirá velocidade de clock maiore e os custos de produção reduzidos. A apresentação foi vazado para a imprensa, o que revela um pouco sobre os novos chips. Para começar, os processadores Ivy Bridge são perfeitamente compatíveis com as atuais plataformas LGA1155 e "Cougar point" P67, H67, H61, Z68, chipsets, embora ele virá com seu chipset série 7-próprio.

    Para a maioria, Ivy Bridge é idêntico à Sandy Bridge, sendo uma vista rápida dos atuais 32 nm para 22 nm. Ele irá apresentar um novo dual-channel e controlador de memória DDR3 com suporte oficial para velocidades DRAM de até DDR3-1600 MHz. Há o costum PCI-Express 2.0 x16 hub que pode conduzir até duas placas gráficas com conexões elétricas x8. O controlador de gráficos integrados irá enfrentar uma reforma, ele será compatível com DirectX 11. Apoiará também a próxima versão da tecnologia Intel QuickSync codificação de vídeo com aceleração GPU. Turbo Boost 2.0 será levada adiante. TDP varia nas opções habituais 95/65/45/35W.





    Seguindo em frente, o próximo slide mostra como Sandy Bridge, processadores Ivy Bridge e Cougar Point, chipsets Panther Point são perfeitamente compatíveis entre si. Processadores Ivy Bridge pode ser executado em vigor chipsets da série 6, Sandy Bridge deve ser capaz de rodar em chipsets Panther Point série 7 também. O incentivo no chipset Panther Point, no entanto, é que ele terá uma nova interface IDE que suportam até três monitores simultaneamente em execução, e que contará com um sistema integrado de controlador USB 3.0. USB 3.0 será implementado de forma semelhante como SATA 6 Gb / s em Cougar Point, apenas algumas, não todas as portas USB serão SuperSpeed .



    Chipset Panther Point (geração Ivy Bridge) terá suporte ao PCI-Express 3.0


    De acordo com um suposto slide da Intel, a nova geração de chipsets Panther Point, para os futuros processadores de 22nm Ivy Bridge, terá entre outras novidades, o suporte ao bus de conexão PCI-Express 3.0.

    Além de dobrar a largura de banda de conexão, o PCIe 3.0 terá ainda uma série de novos recursos e melhorias nas especificações elétricas.

    Com a chegada da geração Panther Point, a Intel colocará um fim a era dos chipsets sem suporte a vídeo, uma vez que todos os novos processadores LGA1155 serão compatíveis com a tecnologia Intel Flexible Display Interface (FDI). Assim, sairá de cena a linha P, para ficar apenas a Z e H. O Z77 será voltado para o público entusiasta, compatível com uma grande variedade de configurações no link PCIe; enquanto que o Z75 (intermediário) terá suporte para até 2 VGAs; e finalmente o H77 suportará apenas uma placa 3D, sem a possibilidade de overclock no processador, recurso que ficará restrito apenas aos chipsets da série Z.



    Enquanto que o X79, voltado para os processadores LGA2011 (Entusiasta), suporta até 10 portas SATA de 6Gbps, o Panther Point ficará restrito a apenas 2 portas SATA III, com mais 4 portas SATA II (3 Gbps), além de 4 portas USB 3.0 (nativo).


    Isso significa que quem montou um PC top da geração Sandy Bridge e quiser fazer um UP depois para um Ivy B. poderá sem problemas!

    Tudo indica então que teremos duas plataformas como foi no passado (LGA 1156 e [1366 para entusiastas]) só que agora com o LGA 1155 e [LGA 2011 para entusiastas]...


    Intel anuncia "transistor 3D" para o Ivy Bridge


    As três dimensões estão mesmo em alta. Depois da tecnologia do 3D estereoscópico se difundir em televisores, agora chega a vez dos transistores (unidade básica dos processadores). A Intel lançou hoje (04/05), durante o anúncio mais importante do ano da empresa (segundo ela própria), a nova estrutura dos transitores da geração Ivy Bridge, com litografia de 22 nanômetros (nm).



    Além da redução do tamanho dos transistores, seguindo o ciclo de lançamento de uma nova medida a cada dois anos, os aparelhos terão agora um sistema: o Tri-Gate. Nos processadores de gerações anteriores, há somente uma via por onde é conduzida a corrente através do transistor, por uma passagem chamada de gate. Com a tecnologia nova, até três correntes poderão passar através de um mesmo duto. Para quem quer entender melhor este processo, pode ver um vídeo feito no museu da Intel, com a explicação do funcionamento de um transistor (e que agora, com a nova tecnologia, está oficialmente desatualizado).





    Fonte: Intel

    O resultado desta nova tecnologia é que há um melhor desempenho e um menor consumo de energia, superando os resultados alcançados apenas com a redução do tamanho na litografia. Segundo a Intel, o ganho de desempenho foi de 18%, chegando a 37% em baixa voltagem. Para quem quer mais informações, pode ver este PDF da própria Intel, apresentando outros dados. "Os novos transistores 3D ajudarão a Intel a reduzir dramaticamente o consumo de energia e os custos por transistor ao mesmo tempo em que melhoram o desempenho. Isso nos permitirá fabricar os melhores produtos do mundo para tudo, de dispositivos móveis de tamanho reduzido aos mais rápidos supercomputadores do mundo", explica o CEO da Intel, Paul Otellini.

    http://download.intel.com/newsroom/kits/22nm/pdfs/22nm-Details_Presentation.pdf



    Fonte: Intel

    Concorrência com o ARM

    Após a apresentação, foram direcionadas perguntas ao representantes da Intel. Entre elas, questionamentos sobre a concorrência com os processadores ARM, que ganharam espaço no mercado nos últimos meses, inclusive em áreas onde a Intel possui um maior controle. "Em nossos testes internos, os novos processadores se mostraram bastante competitivos em relação ao ARM, em questões como desempenho e consumo de energia", contou Dadi Perlmutter, vice-presidente executivo da Intel Archutecture Group. Apesar da resposta, não foram apresentados os resultados destes testes internos.

    Não foi divulgada também a data de lançamento de produtos com a tecnologia, porém Perlmutter afirmou que conseguirão seguir o cronograma da própria Intel, que determina o lançamento de um processador com a nova litografia a cada dois anos. Os primeiros processadores de 22 nm, codinome Ivy Bridge, estão previstos para 2011, enquanto a primeira geração com 14 nm está prevista para 2013. Questionados sobre uma data específica de lançamento de um produto para o usuário final, as resposta foi bem humorada, porém categórica: "Nós temos uma data. Só não vamos contar.



    Intel Z77 será o chipset top da geração Ivy Bridge (22nm)


    Apesar do lançamento do Z68, o mercado já está a um passo a frente e já menciona os primeiros detalhes da geração seguinte de chipsets da Intel.

    Chamado de Z77, este chipset será o todo poderoso da nova linha de processadores Ivy Bridge. Além do suporte às CPUs de 22nm, o Z77 será o primeiro chipset da Intel a suportar nativamente o USB 3.0.

    Previsto para chegar ao mercado no primeiro semestre de 2012, o novo chipset terá a opção de um slot PCIe x16, dois x8 ou ainda um x8 e 2 x4, todos compatíveis com o padrão Gen 3.0, além de suportar um total de 8 PCIe 2.0 (5GT/s), mas sem slot PCI.

    A lista de atrativos continua. O Z77 é compatível com as tecnologias Intel RST, Smart Response Technology, bem como suporta 6 portas SATA, sendo 2 de 6Gbps. Em se tratando de portas USB, além das 4 portas de 3.0, haverá ainda 10 portas USB 2.0.

    Com 4 slots DIMM, o futuro chipset terá ainda uma nova GPU ondie, suportando 3 telas independentes, via conexões HDMI / DVI / Display Port / eDP ou VGA. O áudio, integrado, suporta o recurso dual stream HDMI e Display Port Audio.

    Por último, mas não por menos, haverá ainda Gigabit Ethernet MAC nativo, Intel Rapid Storage Technology 11, que inclue Smart Response Technology, SATA 6Gb/s, eficiência energética e UI otimizado, migração de disco único, RAID 0/1/5/10 e Intel Rapid Recover Technology.




    LGA 2011 - Sandy Bridge-E


    Chipset Intel x79 Enthusiast esboçado

    Próxima plataforma da Intel para entusiastas (sucessor de LGA1366, X58), é constituída por um socket LGA 2011, o Sandy Bridge-E (entusiasta) do processador que possui um enorme quad-channel controlador de memória DDR3 e 32 da pista + PCI-Express 2.0 hub, e o chipset x79. A Intel está querendo pular a família de chipsets da série 6, com o seu próximo chipset high-end da plataforma e, talvez, não faz sentido uma vez que a plataforma está programado para Q4 2011. O x79 é uma PCH (hub controlador de plataforma), como o P55 e P67, uma vez que a Intel reorganizou a plataforma. O hub PCI-E beefy alojados no northbridge X58 é transferida para o processador, e a southbridge é dada uma revisão muito necessária em termos de conectividade.

    O x79 é muito maior do que P67 em termos de conectividade e recursos. As diferenças começam logo na interconexão. Enquanto P67 se conecta ao processador através DMI (física PCI-Express 2.0 x4), x79 suplementa este link com um adicional PCI-Express 2.0 x4 link para hub do processador PCI-E se o usuário escolhe-lo, no programa de configuração EFI. O bus do chipset, portanto, acaba com 8 GB/s de largura de banda, e espere até ver o que vai fazer uso dele: um de 10 portas SATA 6 Gb/s controladora RAID integrada à PCH! Isso é uma grande melhoria em termos de conectividade de armazenamento, que está mancando com 2 portas SATA 6 Gb/s (ao lado de quatro portas 3 Gb/s) nos chipsets da série 6. Mas toda essa diferença é por se tratar de uma versão entusiasta do Sandy Bridge original.





    Das 10 portas SATA 6 Gb/s, oito podem ser configurados como SAS (Serial-Attached SCSI) pelos fabricantes de placa-mãe. Em modo RAID, o controlador suporta os modos RAID 0/1/5/10. Infelizmente, não há como falar de um sistema integrado do controlador USB 3.0, a PCH ainda possui 14 portas USB 2.0. Talvez a Intel esteja empurrando o Thunderbolt, mas não há nenhuma evidência de que seja integrada com o chipset. A PCH em si possui um 8-lane PCI-Express 2.0 para o centro da unidade x1, x4 slots da placa-mãe e os dispositivos PCI-E. Ele possui uma interface Gigabit Ethernet Intel (fisicamente PCI-E 2.0 x1, 50 MHz), para conduzir um Lewisville gigabit Ethernet PHY chip. Por último, o x79 é voltado para overclock extremo do processador e memória. Isso é esperado para esta plataforma entusiasta.

    No 4 º trimestre de 2011, a Intel lançará o seu novo Sandy Bridge-E (entusiasta), composto por novos processadores multi-core no pacote LGA 2011 e chipset Intel x79 Express. Um slide que vazou para a imprensa chinesa, revela uma forma interessante em que a Intel se aproxima da plataforma para rentabilizar melhor. Para começar, ele aparece como o Sandy Bridge-E vai acompanhar a tendência criada por processadores LGA1155 que apenas alguns modelos pode ser overclockado, enquanto outros são extremamente limitados. Entre aqueles que podem ser overclockado (ou "destravado", como a Intel coloca), haverá duas classes.

    A primeira classe são os chips com 6 núcleos no topo da pilha, provavelmente com a marca "Extreme Edition", que apresentam ambos os multiplicadores destravados BCLK, e tem 15 MB de cache L3, entre vários outros recursos habilitado. Tradicionalmente estes processadores custam cerca de 1000 dólares EUA. O primeiro desses chips serão clock de 3,30 GHz. A segunda classe de "destravado" chips são aqueles que fazem overclock mais acessível nos pontos de menor preço (estamos a pensar menos de US $ 600), provavelmente a marca com o "K" da marca identificador de extensão (por exemplo: 2600k). Estes chips de seis núcleos terão multiplicadores destravados, embora tenha 12 MB de cache habilitado. O primeiro destes chips será cronometrado em 3.20 GHz.



    O terceiro tipo de chips LGA2011 são chips quad-core em que o overclock é limitado. Nós não esperamos que eles overclockem melhor do que os não-desbloqueado i5/i7 LGA1155. Esses chips possuirão 10 MB de cache L3 habilitado. Talvez para compensar, a Intel vai elevar o clock destes chips. O primeiro será com clock de 3.60 GHz. Então o que exatamente diferencia esses chips do LGA1155 não desbloqueado? Bem, para além dos 10 MB de cache L3, esses chips terão quad-channel DDR3 maciça controladores de memória integrados (IMCs), e integrado de 32 pistas PCI-Express 2.0 hubs que podem levar até quatro placas gráficas sem a necessidade de um chip ponte externa.


    Na Computex 2010, vendedores de placa-mãe exibiram placas compatíveis com os processadores Sandy Bridge LGA 1155, com base no P67, H67 chipsets, meses antes de a plataforma realmente chegar mercado. Este ano, a indústria da placa-mãe vai fazer algo semelhante e mostrar o socket LGA2011, placas-mãe baseadas no chipset Intel x79 "Patsburg" chipset.

    Detalhadas em artigos mais antigos, a plataforma esquemática de Sandy Bridge-E, confirmando recurso x79-definidas, incluindo um slot PCI-Express 3.0 com base complementar de interconexão entre o processador e o chipset para reforçar a largura de banda suficiente para as 10 portas SATA 3 do controlador, e um hub PCI-Express 2.0 de 8 portas. Sandy Bridge-E em si, vem em três variantes principais, um 6-core Extreme Edition, um 6-core desbloqueado e um 4-core limitado no OC. A plataforma está previsto para final de 2011, antes do lançamento dos Ivy Bridge LGA 1155 previsto para inicio de 2012.






    Novos detalhes do chipset X79 (Sandy Bridge E) aparecem na web


    Com o lançamento da nova linha de processadores top da Intel, conhecida como Sandy Bridge E, a gigante do silício irá ainda estrear um chipset inteiramente dedicado às CPUs LGA2011, o X79.

    Previstos para chegar ao mercado no último trimestre do ano, sabe-se até o momento poucos detalhes sobre a dupla dinâmica.

    De acordo com novos rumores pela a web, o X79 será inteiramente voltado para o overclock (tanto para CPU quanto memória), tirando assim o máximo proveito dos processadores desbloqueados da Intel.

    O chipset terá configuração de 2 PCIe x16, ou 4 x8, permitindo assim a utilização de até 4 VGAs, além de um PCI comum. Embora não haja o suporte nativo ao USB 3.0 (limitando-se a 14 portas USB 2.0), as fabricantes de placas mães deverão utilizar chips de terceiros, como é o caso da Marvell.

    O X79 conta ainda com o suporte da tecnologia Intel Rapid Storage Technology Enterprise Edition, incluindo Raid 0/1/5/10 e um total de 14 portas SATA , sendo 10 do tipo de 6Gbps, além da SAS e Gigabit Ethernet nativo.




    RESUMÃO

    LGA 1155 -> Sandy Bridge e Ivy Bridge para PCs de baixo, médio e alto desempenho.

    LGA 2011 -> Até o momento confirmado apenas para o Sandy Bridge-E, versão entusiasta do Sandy Bridge 32nm.


    FONTE: http://www.techpowerup.com/
    Última edição por Philippe1988; 13-05-11 às 05:00. Razão: Atualização.
    CPU: AMD Phenom II X6 1100T AM3 @ 4.2GHz + 3000MHz NB // COOLER: Corsair H80 + MX-4 // MB: ASUS Crosshair V Formula AM3+ // MEMÓRIA: 2x 4GB G.Skill RipjawsX DDR3 1600 CL9 1T// VGA:MSI Radeon HD6970 Lightning // SOUND CARD: Auzentech X-Fi Bravura 7.1 // STORAGE:1x SSD Crucial M4 64GB SATA 3 p/ S.O + 2x Western Digital Caviar Black SATA 3 p/(Backup e jogos) // PSU: Corsair AX850 850 Watts 80 Plus Gold



  2. #2
    Data de Ingresso
    Oct 2008
    Localização
    Criciúma - SC
    Posts
    5.999
    OOO BELEZA!!!

    Se eu fazer um UP vai ser para um hexa-core de ceteza!

    Intel mandou bem agora, nota 10! ^^

    Belo tópico, qualificado!

    > Gigabyte GA-Z77M-D3H (rev. 1.1)
    > Intel Core i5 3450 3.1Ghz + Hyper TX3 Evo
    > Kingston HyperX 2x4Gb 1600Mhz XMP1
    > ZOTAC GeForce GTX 660 2GB 192-bit GDDR5

    > STEAM - R1C8

  3. #3
    Data de Ingresso
    May 2009
    Localização
    Jampessoa
    Posts
    295
    Ótimas informações.
    Então quer dizer que a Intel pensou no bolso dos consumidores agora e vai permitir compatibilidade no futuro?

    HAHAHA comédia, Intel ta querendo fechar as portas da AMD mesmo ... só que estamos esperando respostas do 'outro lado' em junho...

  4. #4
    Data de Ingresso
    Jun 2007
    Localização
    Campo Grande - MS
    Posts
    820
    muito boa noticia, que venha os six-core
    Playstation 4 500GB
    PSN: Map_BR
    Battlefield 4.

  5. #5
    Data de Ingresso
    Jan 2010
    Localização
    Санкт-Петербург
    Posts
    5.344
    Em dezembro, cravo um Zambezi na mobo atual e no segundo semestre de 2012, gogogo Ivy!!

    Me contento com um quad@5GHz com 0,9V
    i5-3570K 4423MHz@1.13V || Corsair H110 || Asus P8Z77V-PRO || G.Skill RipjawsX 4x2GB || GTX 580 Zotac + Corsair H55 || Creative X-Fi Titanium HD || Corsair CX750M
    Corsair Vengeance C70 || NZXT Sentry Mix 2 || NZXT HUE || Sony AD-7240S || Mushkin Enhanced Chronos Deluxe 240GB || Seagate ST3000DM001 || Windows 7 Home Premium x64
    LG 26LU50FR || Edifier C2 || Audio-Technica ATH-M50 || Thermaltake Meka G1 || Corsair Vengeance M65 || Zowie Gear P-TF || Xbox 360 Controller || Logitech Driving Force GT

  6. se vier um hexa até 300 doletas arremato tb.

  7. #7
    Data de Ingresso
    Oct 2009
    Localização
    SBC/SP
    Posts
    780
    Caramba. aii sim vai valer a pena. um socket varias gerações hehe
    Intel Core i5 3570K • Asrock Z77 Extreme 4 • Corsair Vengeance 8GB • MSI GTX 560Ti Twin Frozr II • Antec 520C Neo ECO • Windows 7 Ultimate x64

    Logitech G700 Wireless • Razer Goliathus Extended • Logitech G930

  8. #8
    Data de Ingresso
    Jul 2009
    Localização
    Santo André - SP
    Posts
    509
    Ótima notícia, já estava decidido a montar uma plataforma Sandy Bridge mesmo antes desta notícia, agora então a compra é garantida. Só vou esperar chegar no mercado as mobos com chipset Z68 para ver se pego uma logo.
    :: Core i7 2600K on desktop ::
    :: Macbook Air 13.3" 2011 ::
    :: Lenovo Z370 Core i3 SB ::

  9. #9
    Data de Ingresso
    Dec 2008
    Localização
    Maringá - PR
    Posts
    576
    Difícil mesmo é descobrir se haverão ou não versões com 6-core, a Intel confirmou a versão quad-core 22nm mas six até agora nada.

    Foi bom descobrir que serão retro-compatíveis, mas eu não compraria um processador novo simplesmente por usar um processo litográfico melhor, no caso do Ivy Bridge acho que 90% do interessados está contente por que espera o lançamento de um six core, mas será que vamos ver algum?

  10. #10
    ótimo tópico!!
    assim da para todo mundo que tiver o sandy passar pro ivy com menos custo
    ótima notícia
    faloous
    ASUS Rampage II Extreme LGA 1366 Intel X58 Core i7 930@3.8Ghz - CORSAIR DOMINATOR 6GB (3 x 2GB) DDR3 1600 (PC3 12800) Triple Channel Kit - GTX 460 - CORSAIR CMPSU- TX850W - Cooler Thermalright Ultra TRUE Black 120 - DVDRW LG GSA-H62N Sata - Razer DeathAdder3.5 c/ steelseries qck+fnatic - Razer Lycosa Mirror - Headset Siveria v2 usb white



Marcadores

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  • BB Code está Ligado
  • Smilies estão Ligados
  • Código [IMG] está Ligado
  • Código HTML está Desligado



  

CANAIS: TECNOLOGIA | TELECOM | INTERNET | SEGURANÇA | GAMES |

SEÇÕES: NOTÍCIAS | REVIEWS | ENTREVISTAS | COLUNISTAS | COBERTURAS | DOWNLOADS | VÍDEOS | PODCAST | ENQUETES | BIBLIOTECA | PROMOÇÕES | FÓRUM | RSS

A EMPRESA | EQUIPE | PARCEIROS | PUBLICIDADE | FALE CONOSCO | CONDIÇÕES DE USO | POLÍTICA DE PRIVACIDADE

COPYRIGHT © 2001 - 2013 ADRENALINE.COM.BR. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. ADRENALINE É UMA MARCA REGISTRADA DA ADRENALINE FRANQUIAS.