Algo que notei nos últimos anos e que se confirmou ao avaliar os novos headsets da Cooler Master, HyperX, Mionix, Steelseries e até da Razer, é que o mercado de headsets para jogos está evoluindo e amadurecendo.

Apenas colocar os dizeres "headset 7.1" e LEDs no produto já não é o suficiente para agradar o público. O público gamer está mais exigente com a questão de áudio, termos como "palco sonoro" já são conhecidos, há uma maior procura por qualidade sonora e os headsets gamer finalmente começaram encarar headphones profissionais como sendo concorrentes, afinal, acabaram perdendo parte do público para eles nos últimos anos.

E a Logitech também faz parte dessa evolução, tanto que se compararmos a qualidade do Logitech G933 com seu antecessor Logitech G930, parece até que foram feitos por empresas diferentes, tamanha a diferença.

Claro, o Logitech G933 também é um headset "ERREGEBÊ SETE PONTO UM" igual muitos outros, mas você está enganado se acha que o único diferencial que este headset possui são as luzinhas e a simulação de surround.

Vamos começar a análise.

Construção e Conforto

O Logitech G933 é um headset que possui um visual um tanto "futurista", com diversos recortes e uma iluminação o tanto chamativa:

Com 374 gramas, o Logitech G933 é um fone pesado, mas o seu peso é bem distribuído, o que lhe torna confortável para uso contínuo para muitos. Apesar disso, acredito que na cabeça de certos usuários (especialmente crianças) seu peso possa ser um ponto negativo.

A construção do Logitech G933 aparenta ser mediana. Não é um headset que aparente fragilidade, mas também não mostra ser muito resistente a abusos, especialmente pelo design giratório das conchas, algo que pode danificar o fone caso for manuseado sem cuidados.

As almofadas do Logitech G933 utilizam o que a Logitech chama de "Malha Esportiva", que é uma espécie de tecido que permite uma melhor ventilação e supostamente diminui os problemas com suor.

Esta é uma questão bastante complicada, pois o problema de suor pode depender de variáveis, desde questões pessoais como transpiração, até questões geográficas, como influência de umidade, maresia ou arenosidade.

Não posso comprovar a efetividade destas almofadas porque moro ao lado da Argentina e realizei esta análise no meio do inverno (ou seja, sem suar), mas posso declarar que em questão de conforto, embora sejam boas, prefiro as almofadas de courino presentes em alguns de seus concorrentes. Felizmente, as almofadas do Logitech G933 são removíveis, então provavelmente trocarei estas por almofadas de courino no futuro.

Outra característica que alguns podem não gostar, é que estas almofadas em "Malha Esportiva" causam um certo vazamento de som para o ambiente externo pois foram projetadas para que fosse possível a entrada e saída de ar através destas. Então, se o que você precisa é um fone que isole ao máximo, o Logitech G933 pode não ser o ideal.

O arco do headset também utiliza o mesmo material, mas a headband da nossa unidade começou descolar já logo na primeira semana de uso, algo que não aconteceu no seu irmão Logitech G633. Nada que super-bonder não resolva, mas isso é uma falha do controle de qualidade da Logitech.

Também devido às almofadas, o clamping (a força que o fone faz na sua cabeça) do fone de ouvido é pouco, não fazendo muita força e sendo bastante confortável para pessoas com cabeça do tamanho XGG (autor) e usuários de óculos (autor).

Mas um problema que acaba acontecendo com o Logitech G933 e se agrava por este ser um fone wireless, é que ao inclinar a sua cabeça para trás, ele tende a deslizar para fora, o que pode gerar acidentes.

Essa é uma falha de design grave e caso o usuário do Logitech G633/G933 não saiba desta falha, ele pode acabar danificando o fone e toda a culpa será da Logitech.

Um dos grandes diferenciais do Logitech G933, é a presença de diversos botões na sua lateral e também de um controle de volume digital na parte inferior da concha esquerda. Há coisas boas e coisas ruins aqui. Para início de conversa, ter botões adicionais para funções que podem ser programadas, inclusive até mesmo para macros, é interessante, mas o problema está no layout destes botões no Logitech G933:

São quatro botões posicionados próximos demais uns aos outros, sendo que apenas três destes são configuráveis. O botão inferior é exclusivo para mutar o microfone, algo que não faz sentido, pois o microfone fica mudo quando você levanta ele. Por fim, este botão acaba sendo inútil e atrapalhando, pois muitas vezes que tentei pressionar o segundo botão, acabei pressionando este botão acidentalmente.

A Logitech deveria remover este botão, o que facilitaria a memorização dos outros botões, ou pelo menos permitir que este seja configurável no software, pois não faz sentido haver duas formas de mutar o microfone.

Não faz sentido haver duas formas de mutar o microfone, o botão exclusivo para esta função acaba atrapalhando bastante

Algo que merece tanto elogios quanto críticas é este controle de volume:

Este é um controle de volume digital. Ou seja, ao invés de ser um potenciômetro que controla diretamente o volume do headset, ele envia sinais para o computador/console dizendo para diminuir ou aumentar o volume. Há vantagens e desvantagens nisso, sendo que a principal vantagem é a maior durabilidade do que potenciômetros analógicos presentes em alguns outros headsets.

A desvantagem porém, é que não há muita precisão neste controle de volume, sendo que ao mexer apenas um pouco, o volume pode saltar ou diminuir violentamente, e também podem ocorrer atrasos na resposta caso o seu computador esteja sobrecarregado.

Dentro de sua lateral esquerda, temos um compartimento para guardar o transmissor wireless do headset:

E no lado direito, há a bateria do headset, a qual pode ser removida e substituída quando começar a perder carga, algo que pode ocorrer após alguns anos de uso.

Chegando aos acessórios, o Logitech G933 é um fone extremamente completo, com uma ótima gama de acessórios.

Para início de conversa, há um cabo USB de 3 metros cuja principal função é apenas recarregar o headset. Infelizmente o Logitech G933 é incapaz de funcionar exclusivamente pela USB, sendo necessário conectar o transmissor wireless para que seja reconhecido pelo computador, mesmo que esteja conectado pelo cabo.

Há um cabo P3/P3 para conectar o Logitech G933 em tablets, smartphones ou diretamente em controles de consoles. Ao contrário do que pensei que aconteceria, o Logitech G933 tem um ótimo desempenho em dispositivos móveis, graças à sua baixa impedância e alta sensibilidade.

Ele não fica "pior" quando utilizado com cabo, apenas alguns de seus recursos deixam de funcionar, tal como os botões, o volume digital e a iluminação, o que é compensado por um controle de volume, um botão para pause/play e uma chave para mutar o microfone em seu cabo.

Também é possível receber áudio de duas fontes ao mesmo tempo. Por exemplo, você pode estar com o transmissor wireless conectado em seu PS4 jogando Final Fantasy XV e usando este cabo no seu celular para falar com seus amigos no Discord. Além disto, ele também envia o áudio do microfone para ambos os dispositivos.

Usando os adaptadores RCA e conectando os cabos na traseira do transmissor wireless, é possível transmitir o áudio de consoles como o PS2, PS3, Wii, Wii U e Xbox 360 para o headset, embora o áudio do microfone não seja transmitido desta maneira. É algo muito útil para quem ainda possui consoles da geração passada e ainda joga alguns dos jogos presentes nestes.

Falando sobre Xbox 360, é possível utilizar este headset e seu microfone no console, embora seja meio que uma gambiarra. Para conectar um Xbox 360, você precisará ter o transmissor wireless funcionando em outro dispositivo, usar o cabo de vídeo analógico (componente ou RCA) do Xbox 360 para transmitir o áudio, conectar os adaptadores RCA no transmissor do Logitech G933 e enfim utilizar o cabo P3/P3 com o adaptador P1 no controle do Xbox 360 para que seja possível transmitir o áudio do microfone do headset:


É uma bagunça, mas não culpo a Logitech pois sei que o Xbox 360 foi mal projetado na questão de periféricos. Outros headsets, como o meu Razer Chimaera 5.1, também necessitam das mesmas gambiarras.

O Logitech G933 é um fone extremamente completo em sua construção externa e recursos, é compatível com quase qualquer coisa e possui um ótimo nível de conforto, mas não é perfeito. O design giratório das conchas e o fato do fone deslizar ao inclinar a sua cabeça para trás, podem causar acidentes, razão pela qual eu não recomendaria este fone para crianças ou LAN Houses. Mas para o usuário comum, basta apenas ter um pouco de cuidado.

Qualidade Sonora

Vou ser bem sincero com o público, nada me dá mais desânimo do que ver LEDs RGB em um headset. A primeira coisa que veem à cabeça é:

"OK, investiram em LEDs e esqueceram todo o resto..."

Embora este seja, infelizmente, o caso para muitos concorrentes, felizmente não é o caso do Logitech G633 e G933, o que é uma surpresa, pois seus antecessores Logitech G35 e Logitech G930, deixavam muito a desejar neste departamento e nem LEDs RGB possuíam.

Em termos de áudio, o Logitech G933 é idêntico ao Logitech G633, o que vai contra a norma, pois espera-se que o modelo wireless acabe apresentando menor qualidade devido à compressão de áudio para transmissão sem fio, o que certamente não é o caso dele.

O Logitech G933 é um headset que possui uma assinatura sonora um pouco "colorida", com uma leve ênfase em graves, embora sem esquecer seus médios e agudos, apresentando detalhes que em seus antecessores e alguns concorrentes não seriam notados.


Créditos da imagem para Tuan Nguyen da PC Gamer: We tested 23 mainstream gaming headsets to find the best

Claro, para audiófilos chatos como eu, é possível notar um pouco de ênfase nos graves-médios e um leve recuo nos agudos, mas isto ocorre pelo fato da Logitech ter optado por diversão ao invés de precisão, o que não é errado, apenas uma escolha de design, e é algo que acaba agradando o público geral.

Minha única reclamação, é que embora seus graves tenham um excelente impacto e escutar derivados da Música Eletrônica (especialmente Retro Wave!) com o fone seja algo excelente, quando utilizado com gêneros como Jazz e Blues, os seus graves se perdem, o fone treme onde não deveria tremer, diferente de alguns fones profissionais que possuo e seu concorrente HyperX Cloud Revolver.

Já em outros gêneros como Rock, Pop, Instrumentais e outros, ele apresenta um bom desempenho. Nada excepcional, mas aceitável para sua faixa de preço e ainda mais pelo fato de ser um fone wireless.

Agora, o que me surpreendeu foi que o Logitech G933 possui um palco sonoro decente, bem mais amplo do que esperava que fosse e sem a necessidade de ativar nenhum efeito de surround para efetuar a localização de sons.

Já tratando agora sobre Surround, o Dolby Surround que o Logitech G933 apresenta é diferente do "Efeito 7.1" de muitos concorrentes. Ele não é apenas um efeito de Reverb que acaba estragando o áudio do jogo como é o caso de diversos concorrentes, e sim uma coleção de efeitos, alguns que realmente acabam proporcionando uma certa "vantagem" em algumas situações.

Para início de conversa, o principal diferencial entre este e outros efeitos de simulação de Surround, é que o Dolby Surround presente no G933 utiliza um efeito que conheço pelo nome de "cristalizador".

O que este efeito faz é aumentar a ênfase em graves e agudos, o que acaba dando maior visibilidade para certos sons que normalmente não seriam tão audíveis. Um efeito colateral disso é um aumento de volume no próprio áudio do headset. Só este efeito sozinho já gera uma diferença gigantesca no áudio do headset, diferença que pode ser vantajosa em certas situações e negativa em outras.

Já no lado de simulação Surround em si, continuamos com algo que se assemelha ao velho efeito de Reverb, mas ele fora implementado sem exageros. O "aumento de espaço" não é tão superficial como alguns concorrentes, e o bom palco sonoro que o fone já possui normalmente ajuda ele a ter um melhor desempenho do que muitos headsets 7.1 que já testei previamente.

Enfim, não sou fã de efeitos de simulação de Surround em headsets, mas vejo que o Dolby Surround presente no Logitech G933 foi bem implementado e pode ser vantajoso em certas situações (especialmente devido ao uso do efeito de cristalizador), mas pode atrapalhar em outras.

Já nos testes em consoles, o desempenho deste headset com o meu Playstation 4 foi fantástico. Joguei até o momento cerca de 50 horas de Final Fantasy XV com ele e mesmo que não tenha um aplicativo para controle de configurações - tal como meu falecido Sony Gold Wireless tinha - certamente é muito superior a ele em todos os aspectos, mesmo não sendo capaz de simular Surround no console.

Já em outros jogos como Persona 5, infelizmente ele não foi tão bem. A trilha sonora focada em Jazz do jogo, com bastante ênfase em graves melódicos, não combina tão bem com este headset pois ele acaba se "perdendo" nos graves. Enquanto que outros fones da minha coleção, tal como o AKG K240 MK II, Creative Aurvana Live! 2 e HyperX Cloud Revolver S, apresentam um melhor resultado. Ele não é ruim para isso, só não é tão bom quanto os outros.

O mercado de headsets gamer está me surpreendendo nos últimos anos e fico feliz em ver que o Logitech G933 também foi uma bela surpresa. Embora ele ainda não seja o "fone perfeito" e há alguns aspectos que podem ser melhorados. A qualidade sonora do Logitech G933 é aceitável até mesmo para um audiófilo chato como eu. Sua praticidade fez dele um dos fones mais usados da minha coleção desde que consegui um.

Não vou exagerar e falar que ele está no mesmo nível ou acima de alguns fones wired desta faixa de preço, mas para um fone wireless ele impõe respeito e consegue ser mais vantajoso do que concorrentes como o Sennheiser RS120, Sennheiser RS130 e Sony Gold Wireless.

Microfone

O Logitech G933 possui um microfone retrátil, o qual também fica mudo ao ser levantado, assim como vários concorrentes:

Este é um microfone um tanto curto (embora seja possível alongar ele, mas não muito) e direcional, supostamente captando apenas em direção à boca do usuário. Isto impede que o usuário "respire em cima do microfone", mas também tende a aumentar a captação de ruídos do ambiente externo.

O microfone do Logitech G933 faz o serviço, mas não é nada excepcional, é até um pouco abafado próximo ao microfone de alguns concorrentes e capta um pouco do ambiente. Para quem não é muito exigente, ele é aceitável, mas quem comprar este headset esperando que ele tenha um dos "melhores microfones do mercado" devido ao preço, vai acabar se decepcionando.

Bateria e Comunicação

A duração máxima da bateria do Logitech G933 é 12 horas, mas como já podem imaginar, utilizar o Logitech G933 com sua iluminação no máximo e regurgitando o arco-íris para todos os lados, faz a duração diminuir exponencialmente. No preset padrão de fábrica, colocar o modo "Ciclo de Cor" diminui a bateria de 12 horas, para apenas 7 horas.

Felizmente, há formas de deixar o fone com iluminação sem consumir demais a bateria - fora desligar a iluminação, que também é uma opção válida:

Para ter iluminação no Logitech G933 sem um consumo excessivo de bateria, o ideal é escolher uma cor de baixo consumo (ex: vermelho) e evitar cores que exijam mais energia (ex: branco, azul). Além disto, é ideal que seja desligado o logotipo da Logitech e seja usado o "Efeito de Pulsação".

Diminua o brilho e a velocidade do efeito para o mais baixo possível e você poderá ter um pouco de iluminação no headset sem sacrificar a bateria, o que é útil para saber no escuro qual lado é a frente e qual é o verso.


A recarga total da bateria do Logitech G933 ocorre em cerca de 4 horas e é feita através de um cabo micro-USB. Utilizar o fone por dois dias sem recarregá-lo é possível, mas é arriscado.

Então, é recomendado recarregar o fone diariamente após cada sessão de jogos, o que pode ser um pouco chato... ainda mais pelo fato de ser necessário conectar um cabo, enquanto muitos de seus concorrentes utilizam suportes que além de recarregar o fone, também armazenam ele.

Um problema que o Logitech G933 teve em seu lançamento até uma atualização posterior, é que o fone não permitia ajustar o tempo de autodesligamento, que por padrão é definido em 5 minutos. Para religar o fone após ele ter se autodesligado, basta apenas apertar algum de seus botões ou mexer na roda de volume.

E cinco minutos é um tempo extremamente curto, apenas dar um ALT+TAB para ver algumas atualizações no Facebook já é o suficiente para você precisar religar o headset, algo que se torna cansativo rapidamente. Felizmente, a Logitech incluiu a opção de aumentar este tempo, algo que sugiro que qualquer dono do Logitech G933 faça:

Mas não recomendo que deixem o fone sem desligar ou com um tempo muito grande, pois a bateria do fone é consumida mesmo que ele não esteja reproduzindo nada. Enquanto o fone estiver ligado e se comunicando com o transmissor wireless, a bateria estará sendo consumida, então sugiro aumentar este valor para 10 ou 15 minutos. Nada acima disto, senão você verá a duração da bateria do seu headset diminuir bastante.

Algo que também já ocorreu em múltiplas ocasiões é que, ao tentar religar o headset após ele ter "dormido", ele simplesmente parou de funcionar, sendo necessário desligar e ligar ele novamente através da sua chave localizada no topo. Por isso, usar o fone em suas configurações "padrões" pode gerar um pouco de estresse.

Mas fora os problemas com o auto-desligamento (que diminuíram bastante após ajustar o timer), não tive problemas com interferências mesmo usando um conjunto com diversos periféricos wireless, e nem com o alcance deste headset. O Logitech G933 possui um alcance de 15 metros (sem obstáculos), mais que o suficiente para utilizar o headset no mesmo cômodo que o transmissor, mas não o suficiente para caminhar por toda a casa com o fone, algo para o qual ele não fora projetado.

AVALIAÇÃO:

Construção

8

Conforto

8

Qualidade Sonora

8

Microfone

7

Bateria e Wireless

8.5

Preço

8.5
Conclusão

O mercado de headsets para jogos está evoluindo. Há uma maior procura por qualidade sonora e a cada ano que se passa a imensa distância que havia entre headsets gamer e headphones profissionais está ficando menor. O mercado evoluiu, o público evoluiu e a Logitech também evoluiu.

O Logitech G933 é um tremendo avanço em todos os aspectos sobre o seu antecessor Logitech G930 e consegue se posicionar como sendo um excelente headset wireless que não é muito inferior a outros headsets wired de sua faixa de preço.

O Logitech G933 é encontrado na faixa de R$ 700. É um valor elevado, mas que é justo para seu nível de qualidade e recursos, especialmente quando alguns de seus maiores concorrentes chegam a custar o triplo do preço.

Claro, não vamos exagerar e declarar este o "melhor headset do mercado" como alguns fizeram, pois ele tem falhas. Há falhas em sua estrutura, a nitidez dos agudos e graves poderiam ser melhores, o microfone poderia ser melhor e alguns de seus recursos, tal como os botões laterais, geram mais confusão do que deveriam.

Se você não precisa de um headset wireless, concorrentes como o HyperX Cloud Revolver e Sennheiser G4ME One são superiores a ele, além de combos de headphone + microfone como o Philips SHP9500 e V-Moda Boom Pro.

Já se você, assim como eu, possui diversos consoles e PCs, a praticidade de um headset wireless como o Logitech G933 é fantástica e a qualidade dele não é muito inferior a concorrentes wired ou fones profissionais da faixa de preço. Para quem precisa de praticidade, recomendo ele de olhos fechados.

Mesmo que você tenha gostado do G933, pode ser que ele não seja a melhor escolha para todos pois a Logitech resolveu alguns dos problemas do G933 em seu irmão mais novo Logitech G533. Este é um headset wireless com um custo menor que o G933, mas mantendo a qualidade sonora, diminuindo o peso, retirando recursos que alguns jogadores podem acabar não usando e aumentando a duração da bateria do headset para 15 horas.

Esperamos que seja possível fazer análise do Logitech G533 em breve. Pelos comentários que vi até agora, há quem prefira usar ele ao G933, o que sinceramente não duvido, pois às vezes menos pode ser mais.

PRÓS
  • Boa qualidade sonora
  • Bom palco sonoro
  • Excelente transmissão wireless com bom alcance e sem interferências
  • Extremamente versátil, com um grande número de acessórios
  • Ótimo Conforto
  • Software completo com diversas configurações
CONTRAS
  • Bateria poderia ser um pouco maior
  • Botões laterais confusos
  • Microfone poderia ser melhor
  • O fone cai ao inclinar sua cabeça para trás
  • Um pouco pesado