Após o desastre envolvendo o Galaxy Note 7, a Samsung tinha uma imagem a zelar. Seu próximo lançamento deveria chegar ao mercado sem qualquer inconveniente para que a confiança na marca voltasse a ser plena. O Galaxy S8 seria o responsável por apagar esse incêndio. Anunciado em março, o smartphone chegou em versões de 5,8” e 6,2” (S8+). Ambos, agora, com tela curva. Testamos a versão menor e a nossa impressão sobre o aparelho, você confere a seguir.

Desenvolvedor Samsung LG ASUS Apple
Distribuidor Samsung LG ASUS Apple
Plataformas Smartphone Android Smartphone Android Smartphone Android Smartphone Apple
Site oficial Link Link Link Link
Preço no lançamento R$ 3.999,00 R$ 3.999,00 R$ 3.599,00 R$ 4.099,00
Preço atualizado R$ 3.300,00 (em 27/05/2017 ) R$ 3.500,00 (em 22/05/2017 ) R$ 3.600,00 (em 22/05/2017 )
Especificações
Sistema Operacional Android 7.0 Android 7.0 Android 6.0 iOS 10
Update disponível para o sistema Não informado Não informado
Processador Exynos 8895 e Snapdragon 835 (EUA) Qualcomm Snapdragon 821 Qualcomm Snapdragon 821/820 A10 Fusion
Número de núcleos 8 4 4 4
Clock 2,35 GHz 2.4 GHz 2.4 GHz 2.33 GHz
GPU Adreno 540 Adreno 530 Adreno 530 A10
Memória RAM 4GB 4GB 6GB 3GB
Armazenamento interno 128GB, 64GB 32GB 256GB 128GB, 256GB, 32GB
Cartão microSD Até 256GB Até 256GB Até 256GB Não possui
Portas de conexão USB Tipo-C USB Tipo-C USB Tipo-C Lightning
Bateria 3.000 mAh 3.300 mAh 3000 mAh 2900 mAh
Dimensões 148,9 x 68,1 x 8 mm 148,9 x 71,9 x 7,9 mm 156.4 x 77.4 x 7.5 mm 158.2 x 77.9 x 7.3 mm
Peso 155 g 163 g 172 g 188 g
Recursos
LTE Sim Sim Sim Sim
Tipo de cartão SIM Nano SIM Nano SIM Nano SIM Nano SIM
Número de cartões SIM 1 1 2 1
Bluetooth 5.0 4.2 4.1 4.2
TV Digital Não Não Não Não
Leitor de Digital Sim Sim Sim Sim
NFC Sim Sim Sim Sim
Radio Não Sim Sim Não
GPS Sim Sim Sim Sim
Extras Proteção contra água e poeira IP68 | display always-on Câmera frontal com grande angular de 125º | proteção contra água e poeria IP68 Asus ZenUI 3.0 Apple Pay, IP67, 3D Touch
Display
Tamanho 5.8 polegadas 5.7 polegadas 5.7 polegadas 5.5 polegadas
Resolução 1440 x 2960 2880 x 1440 1080 x 1920 1080 x 1920
Tecnologia Super AMOLED IPS Super AMOLED IPS
Proteção Corning Gorilla Glass 5 Corning Gorilla Glass 3 Corning Gorilla Glass 4 Revestimento resistente à impressão digital e oleosidade
Câmera
Traseira 12MP Dual 13MP 23MP 12 (wide) e 12 (tele)
Frontal 8MP 5MP 8MP 7
Vídeos 2160p 30 fps 2160p 30 fps 2160p 30 fps 2160p 30 fps

Análise em vídeo


 
Design e Tela
Compacto e com uma tela incrível. A traseira, no entanto, é vidro
 
Sem dúvida, o design é a principal característica do Galaxy S8, graças à sua tela que ocupa quase toda a parte frontal do aparelho. São 5,8” na proporção 18,5:9 em um corpo menor, mais estreito, e mais leve que muitos aparelhos com tela de 5,5”. Esse “display infinito”, praticamente sem bordas, combinou muito bem com as laterais arredondadas, entregando uma experiência bastante imersiva e, porque não, inovadora, oferecendo um espaço útil maior para visualização de conteúdo. Em algumas situações, você realmente tem a sensação de estar segurando apenas uma tela.


 
No entanto, temos duas ressalvas aqui. A primeira é que nem todos os apps estão preparados pra esse tipo de tela, com uma proporção mais comprida, o que faz com que as imagens acabem sendo cortadas. Aconteceu com os stories do instagram, por exemplo. E o app nem permite que eu configure para a exibição 16:9, porque diz que é otimizado para o modo tela cheia do S8. Em outros apps, aí sim é possível configurar para que não use a tela cheia por padrão.

A tela do Galaxy S8 é incrível nas dimensões e na qualidade, sem resultar em um aparelho grande, pesado e espesso
 
A segunda ressalva é que parte da sua mão acaba dando toques sem querer na tela dependendo da maneira como você segura o aparelho. Não foi algo que me incomodou, mas aconteceu em um momento ou outro e vale a pena o registro. Apesar disso, o conjunto entrega uma boa ergonomia. A pegada do smartphone é confortável e segura, já que ele é mais estreito e cabe tranquilo na palma da mão.
 
A resolução da tela do Galaxy S8 é WQHD+, de 2960x1440 pixels. Uma possibilidade legal é “alterar” essa resolução nas configurações. É possível escolher, ainda, entre as resoluções HD+ (1480x720 pixels) e FHD+ (2220x1080 pixels). O painel Super AMOLED entrega uma qualidade excelente de cores e contraste, sendo possível visualizar bem os detalhes das imagens. O brilho também é muito bom, permitindo a visualização sem esforços sob a luz do sol.

Samsung Galaxy S8

 
 
Esse display maior eliminou os botões físicos de home, multitarefa e voltar. Eles aparecem agora como botões virtuais na parte inferior e, como resposta ao toque, emitem pequenas vibrações. O botão home tem uma particularidade: ele é sensível à pressão e fica visível mesmo com a tela bloqueada, junto com o painel always on, que permite que você visualize alguns dados sem ter que desbloquear a tela pra isso. Neste caso, para desbloquear, é preciso pressionar o botão e não apenas tocá-lo. Ter uma resposta tátil foi a saída da Samsung pra fazer com que os usuários de Galaxy não estranhem a falta do botão físico de home. Com a tela desbloqueada, ao ser pressionado, ele exibe o Google Now on Tap.
 
Comum nos aparelhos Edge, ele traz esse menu na lateral com atalhos para aplicativos, apps e uns recursos bem legais de captura de tela. Pode capturar, inclusive, como um gif. É bem legal.
 
O vidro da tela é Gorilla Glass 5, que promete, assim como as versões anteriores, maior resistência a riscos e batidas. A mesma proteção Gorilla Glass 5 está, também, na parte de trás do aparelho. E esse é o pior erro do Galaxy S8, recorrente na fabricação de muitos smartphones. Pode ser que o aparelho fique mais bonito com uma traseira assim, mas uma coisa é indiscutível: vidro nos dois lados é preocupação em dobro.


 
Ao contrário do que temíamos antes do lançamento, ele traz todas as conexões padrões: USB (tipo-C) e saída pra fone de ouvido. Nas laterais, estão os botões de volume, desligar e um botão dedicado à assistente Bixby, da qual falo um pouco mais adiante. Essas laterais, inclusive, são bem fininhas e com um excelente acabamento, ajudando no design compacto do S8.


 
Câmera
Fotos muito boas graças ao sensor, abertura e pós-processamento

Com 12 megapixels, a câmera traseira do Galaxy S8 não desapontou em nenhum momento, entregando fotos muito boas, com cores vivas, fieis e bons contrastes em situações com boa luminosidade. Assim como o seu antecessor, o smartphone vem com tecnologia Dual Pixel que faz com que os detalhes da imagem fiquem mais nítidos. Essa tecnologia, combinada com a abertura do diafragma de f/1.7, também fez fotos com boa qualidade mesmo em situações de pouca luz. Veja, no comparativo abaixo, como ele se sai em relação à câmera de outros topos de linha.


Boa Luz


Pouca Luz


Flash

 

A velocidade de captura é instantânea, com autofoco muito rápido, fazendo com que os elementos congelem na cena. Além disso, a câmera do S8 permite a captura em formato RAW, que guarda a imagem crua, com todos os dados originais, pra uma posterior edição. Esse tipo de arquivo é gravado ao usar o modo Pro da câmera, outro benefício do aparelho, que permite um controle manual das configurações, como balanço de branco, foco, ISO e tempo de exposição, que pode ser de até 10 segundos.

A câmera é um dos principais fatores que diferencia um smartphone topo de linha de um intermediário de alto desempenho
 
Na hora de gravar vídeos, o resultado também é muito bom, com movimentos fluidos e estáveis. Além disso, a câmera permite capturar em resoluções superiores, como Full HD a 60fps e 4K.
 
A câmera frontal de 8MP também se mostrou bastante eficiente, fazendo com que as selfies, videoconferências, stories e snaps fiquem com boa qualidade e nitidez. Ela traz a mesma abertura da câmera traseira, entregando fotos mais iluminadas em ambientes com pouca luz.

 

Câmera Samsung Galaxy S8

 
 
Performance e Autonomia
Desempenho poderoso, sem travamentos, mas que compromete a bateria de capacidade mediana

Sem novidade, o Galaxy S8 entrega alto desempenho em todas as tarefas que executa. O modelo vendido no Brasil vem equipado com um Exynos 8895 de oito núcleos e frequência de 2,3GHz. Em alguns mercados, a Samsung optou por um snapdragon 835. Na prática, o aparelho não apresenta nenhum engasgo durante o uso, executando as tarefas com agilidade, sem te deixar na mão. A qualidade gráfica em jogos também é muito boa e a experiência é fluida. A memória RAM de 4GB garante a inicialização rápida de aplicativos e a transição entre eles.

O desempenho foi comprovado em três dos cinco benchmarks que rodamos por aqui. O Galaxy S8 ficou atrás de concorrentes no PCMark e 3DMark. Em uso, no entanto, essa diferença não é percebida.

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

Modo padrão

OBS.:

  • Quanto maior, melhor
  • Resultados em pontos
  • Pontuação definida pelo aplicativo

[ Antutu Benchmark v6.0 | Samsung Galaxy S8 ] Hardwares Comparados: 6

Samsung Galaxy S8
172736

Samsung Galaxy S8
172736

Apple iPhone 6s Plus
139285

Apple iPhone 6s Plus
139285

LG G6
136581

LG G6
136581

Asus Zenfone 3 Deluxe
132570

Asus Zenfone 3 Deluxe
132570

Samsung Galaxy S7
127164

Samsung Galaxy S7
127164

Motorola Moto Z
57651

Motorola Moto Z
57651



CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

Ice Storm Unlimited

OBS.:

  • Resultados em pontos calculados pelo aplicativo
  • Quanto MAIOR, melhor

[ 3DMark | Samsung Galaxy S8 ] Hardwares Comparados: 6

Asus Zenfone 3 Deluxe
34627

Asus Zenfone 3 Deluxe
34627

Apple iPhone 6s Plus
29260

Apple iPhone 6s Plus
29260

Samsung Galaxy S7
28798

Samsung Galaxy S7
28798

Samsung Galaxy S8
28688

Samsung Galaxy S8
28688

LG G6
27771

LG G6
27771

Motorola Moto Z
25605

Motorola Moto Z
25605



CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

Multi-core

[ Geekbench 4 | Samsung Galaxy S8 ] Hardwares Comparados: 5

Samsung Galaxy S8
6703

Samsung Galaxy S8
6703

Samsung Galaxy S7 Edge
5333

Samsung Galaxy S7 Edge
5333

LG G6
4188

LG G6
4188

Apple iPhone 6 Plus
2573

Apple iPhone 6 Plus
2573

Motorola Moto Z
2563

Motorola Moto Z
2563



CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

Single-core

[ Geekbench 4 | Samsung Galaxy S8 ] Hardwares Comparados: 5

Samsung Galaxy S8
2020

Samsung Galaxy S8
2020

Samsung Galaxy S7 Edge
1830

Samsung Galaxy S7 Edge
1830

LG G6
1790

LG G6
1790

Apple iPhone 6 Plus
1530

Apple iPhone 6 Plus
1530

Motorola Moto Z
799

Motorola Moto Z
799



CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

Performance

OBS.:

  • Pontução gerada pelo aplicativo
  • MAIS é melhor

[ PCMark for Android | Samsung Galaxy S8 ] Hardwares Comparados: 5

Motorola Moto Z
7356

Motorola Moto Z
7356

Asus Zenfone 3 Deluxe
5958

Asus Zenfone 3 Deluxe
5958

Samsung Galaxy S7 Edge
5342

Samsung Galaxy S7 Edge
5342

Samsung Galaxy S8
5195

Samsung Galaxy S8
5195

LG G6
5161

LG G6
5161



 
A bateria de 3.000mAh não surpreende, o que é uma pena. Para durar um dia inteiro, o consumo precisa ser moderado. Se o uso for um pouco mais intenso, vai ser necessário recarregar o aparelho antes do fim do dia, o que incomoda quem gosta de botar o aparelho na tomada apenas na hora de dormir. No PCMark, o resultado foi pior que o Galaxy S7 Edge. Em contrapartida, o seu carregamento é bem rápido. Ele vai de 10% a 100% em uma hora e meia.

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

Alto consumo

OBS.:

  • Consumo de bateria após 3 horas de execução de vídeo
  • Vídeo por streaming do app do YouTube em FullHD
  • Brilho de tela e volume em 50%

[ Autonomia de bateria | Samsung Galaxy S8 ] Hardwares Comparados: 6

LG G6
80

LG G6
80

Samsung Galaxy S7
79

Samsung Galaxy S7
79

Samsung Galaxy S8
78

Samsung Galaxy S8
78

Apple iPhone 6s Plus
74

Apple iPhone 6s Plus
74

Asus Zenfone 3 Deluxe
66

Asus Zenfone 3 Deluxe
66

Motorola Moto Z
66

Motorola Moto Z
66



CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

Bateria

OBS.:

  • Duração de bateria realizando ciclos de atividades
  • Autonomia estimada em minutos

[ PCMark for Android | Samsung Galaxy S8 ] Hardwares Comparados: 4

Samsung Galaxy S7 Edge
544

Samsung Galaxy S7 Edge
544

Asus Zenfone 3 Deluxe
515

Asus Zenfone 3 Deluxe
515

Samsung Galaxy S8
468

Samsung Galaxy S8
468

LG G6
414

LG G6
414



A bateria não acompanha o alto desempenho do smartphone. Já é hora de as empresas investirem mais em autonomia nos topos de linha 


Extras

O Galaxy S8 traz três tipos de identificação por biometria e a assistente de voz Bixby, que ainda não está em total funcionamento. O sistema é mais moderno do que tínhamos em Galaxys até então, com recursos interessantes do Android Nougat. Resistente à água e poeira, ele vem acompanhado de um bom sistema de alto-falante e fone de ouvido de marca conceituada.
 
 
Biometria

 

A maior decepção do Galaxy S8 é, sem dúvidas, o leitor de digitais. Ele está mal posicionado ao lado da câmera, fazendo com que você coloque o dedo na lente, sujando-a. Além disso, ele apresentou sérios problemas na leitura da digital, não justificando a sua existência como uma forma de tornar mais prático o desbloqueio de tela ou a autenticação em outros aplicativos. Chega ao ponto de ser irritante, levando a uma, duas, três tentativas até funcionar. Ele me obriga a olhar para o sensor antes, pra verificar onde devo colocar meu dedo. A melhor saída aqui seria posicionar o leitor embaixo da câmera, no centro do aparelho, como faz o LG G6, o Zenfone 3... Nesses aparelhos, não tivemos qualquer problema com a biometria. Vacilo feio da Samsung.

Mal posicionado ao lado da câmera, o leitor de digitais é a maior decepção do Galaxy S8
 
Outras opções de biometria são a leitura facial e de íris. Ambas funcionam muito bem, o que não significa que sejam mais seguras que as outras formas de desbloqueio, já que tem gente por aí conseguindo hackear o leitor de íris com fotos impressas. O que eu mais usei, por ser mais prático, foi o leitor de digitais. E quando ele não conseguia ler minha digital, aí sim ficava com a segunda opção, que pode ser o reconhecimento facial ou de íris. Não é possível deixar as duas últimas formas de desbloqueio ativadas ao mesmo tempo.
 
Sistema
 
O sistema do Galaxy S8 é o Android Nougat, com a interface da Samsung por cima. Por incrível que pareça, é uma interface mais amigável do que tínhamos visto até então em aparelhos da sul coreana. Ela é mais limpa e moderna e usa bem os recursos da nova versão do Android, como o atalho de deslizar pra cima pra acessar a bandeja de aplicativos, modo multijanela para usar dois apps na tela ao mesmo tempo e barra de notificações com mais possibilidades de interação. É raro uma interface de fabricante não me obrigar a colocar outro launcher por cima.


 
A assistente Bixby, novidade da Samsung que vem com o S8, funciona como o Google Now, com alguns adicionais. No entanto, a interação por voz ainda não está disponível. Nem em inglês, quiçá em português. Essa seria a maior utilidade, principalmente para o que ela se propõe. A única novidade disponível é a possibilidade de reconhecer objetos em imagens para procurar por semelhantes na web. Ela faz a leitura e entrega resultados semelhantes. Legal, mas nada surpreendente. Com um botão dedicado na lateral, ela mostra cards com algumas informações baseadas na localização e comportamento.


 
Resistência à água

Com certificação IP68, o Galaxy S8 é resistente à água e poeira. Ele pode ser submerso a 1,5 metro por até 30 minutos. No entanto, os comandos na tela ficam comprometidos quando submerso. Pra tirar fotos embaixo d’água, por exemplo, é necessário usar o botão físico de diminuir o volume. Essa resistência é mais útil para situações corriqueiras, como pingos de chuva, da torneira, do uso com a mão molhada etc.

via GIPHY


 
Áudio e Fone de ouvido
 
O alto-falante do S8 entrega áudio de qualidade, com tons graves e agudos bem definidos. Há uma pequena distorção ao usar o volume máximo do aparelho. Volume que, por sinal, é bem alto. O local em que está o alto-falante pode ser questionado. Na parte inferior, assim como a grande maior dos smartphones mais recentes, há grandes chances de o som ser abafado com a mão ao segurar o aparelho na horizontal enquanto joga ou assiste a filmes. Há controvérsias sobre o local ideal para o alto-falante. Na traseira, o som seria direcionado pra longe do usuário, na frente, prejudica o design. Então acabamos meio que aceitando a posição atual.


 
O fone de ouvido que o Galaxy S8 traz na caixa merece ser citado. Ele é da marca AKG, e entrega uma boa qualidade de som. Intra-auricular, ele isola bem o som e não fica desconfortável na orelha.
 

AVALIAÇÃO:

Design

8.0

Tela

10.0

Performance

10

Câmera

9.5

Autonomia

7.0

Preço

6.0
Conclusão

O Galaxy S8 é um smartphone excelente em desempenho, não mostrando qualquer sinal de travamento, lentidão ou engasgo. As fotos que ele fez são muito boas, mesmo que a luz não esteja muito favorável, graças à tecnologia dual pixel, abertura de f/1.7 e um bom software de pós-processamento. Embora seja muito bonito, com um design super robusto e ergonômico, deixa a desejar na traseira de vidro, mais suscetível a quebrar numa queda, e no leitor de digitais, que está mal posicionado e não é preciso na leitura.
 
A tela é uma belezura a parte, não só pela qualidade, mas  por dar a impressão de que ela é o único elemento frontal do aparelho. A Apple deve estar rebolando bonito pra tentar bater o S8 neste quesito.

Aí vem o preço e nos derruba, mais uma vez. O Galaxy S8 normal foi lançado com preço oficial de R$4.000,00. Mesmo que já seja possível encontrá-lo por até R$3.300,00 em uma rápida pesquisa no Google, ainda é alto. Infelizmente, não podemos esperar menos que isso de aparelhos topo de linha atuais. É possível encontrar aparelhos com excelente desempenho pela metade do preço.

Mesmo com alta qualidade em tela, desempenho e câmera, o preço é elevado para um smartphone com falhas 


PRÓS
  • Tela incrível
  • Design compacto e ergonômico
  • Alto desempenho
  • Câmera muito boa
  • Resistente à água e poeira
CONTRAS
  • Traseira de vidro
  • Leitor de digitais mal posicionado e ineficiente
  • Preço elevado
  • Bateria de baixa capacidade para um topo de linha