Adrenaline: Fonte de informação sobre Tecnologia e Jogos

TechGadgetsTendência

Cliente xinga gadget de IoT que abre garagens e aparelho é brickado por empresa

Cliente xinga gadget de IoT que abre garagens e aparelho é brickado por empresa








O Garadget é um dispositivo de Internet das Coisas (da sigla em inglês IoT) que foi criado para solucionar problemas comuns para quem tem uma casa e um carro. Ele deveria evitar que você esqueça o portão de casa aberto quando vai trabalhar ou durante a noite e até mesmo evitar que você fique preso fora de casa. Quem diz isso é a própria empresa, em sua página no site Indiegogo.

O que é extremamente irônico no caso do usuário R. Martin, que teve seu Garadget bloqueado pela empresa depois de xingá-los no fórum do dispositivo e no site da Amazon. "É um lixo, não gastem seu dinheiro, o app é um pedaço de lixo, trava constantemente. A startup obviamente não providenciou os testes de qualidade adequados em seus produtos", escreveu um raivoso Martin.

Diretor da Grand Junction, empresa responsável pelo gadget, Denis Grisak tomou as dores para si. Ele respondeu o usuário no mesmo tom e disse que ele tem um "controle ruim de seus impulsos". "Fico feliz de prover suporte técnico aos consumidores na minha noite de sábado, mas eu não vou tolerar nenhuma birra", escreveu Grisak.

Ele então disse que a única opção para Martin seria devolver o seu Garadget para a Amazon e pedir seu dinheiro de volta. Mais do que isso: ele disse que a unidade do usuário – que pagou pelo produto – teria seu acesso de conexão ao servidor negado. Ou seja, ele efetivamente brickou o dispositivo de um consumidor.

Não é difícil de imaginar como que essa resposta desproporcional se tornou viral, após ser compartilhada pelo perfil do Twitter Internet of Shit (algo como Internet das M*****).

Inevitavelmente, após toda a treta, Grisak teve que se desculpar. "Ok, se acalmem todos. Guardem suas forquilhas e tochas para os seus políticos eleitos", tentou brincar o diretor. 

"A dispensa do consumidor nunca foi sobre a análise da Amazon, eu só queria me distanciar do indivíduo tóxico imediatamente", continuou Grisak. "Admito que não foram as relações públicas mais habilidosas da minha parte". Para finalizar, ele enviou o link do seguinte tweet de Elon Musk, CEO da Tesla, postado em fevereiro de 2016:

"Deve ser um dia muito lento de noticias se negar serviço a um consumidor super rude ganha tanta atenção", disse Musk.


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Adrenaline. Se achar algo que viole nossas condições de uso, denuncie através do link de report de erro do conteúdo.

Comentários que não são pertinentes a discussão, com caráter ofensivo, com xingamentos etc., serão deletados sem aviso prévio e os usuários serão BANIDOS. Não iremos fazer análises de reclamações sobre banimentos, então pedimos a colaboração para evitar inconvenientes.

* Esse é um espaço de troca de conhecimentos e opiniões, use-o para esses propósitos *