Adrenaline: Fonte de informação sobre Tecnologia e Jogos

AndroidMobile

Pagamento por NFC? Não vale o esforço

Pagamento por NFC? Não vale o esforço

23/03/2017 17:00 | | @kerberdiego | Reportar erro







Diego Kerber

Vida Digital

Durante o período de testes do Galaxy A5 2017 uma coisa que parecia impossível aconteceu: eu consegui fazer um pagamento via smarpthone. Lembro que a primeira vez que cogitei pagar encostando o smartphone em algo foi em... 2008. Na época comprei um Nokia N95 e, entre as tecnologias, ele vinha com NFC. Já tinha visto notícias de coisas sendo pagas no Japão através de NFC, e achei que eventualmente isso ia aparecer por aqui. Esqueci que entre o Japão e o Brasil existem distâncias maiores que a geográfica.

Minha segunda tentativa aconteceu ano passado. O aplicativo do Ourocard possibilita usar o NFC para pagamentos, e fiz todo o cadastro para a "magia acontecer". E foi uma perda de tempo. Nenhum vendedor faz a menor ideia de como se paga via NFC, e a menção "vou pagar com o celular" fez 80% deles soltarem um expontâneo "vai pagar como?". Os outros 20% respondiam com um "aaaah, já teve um cara aqui que conseguiu pagar assim". Nesse tom mesmo, parece que é um mito contado de vendedor para vendedor.

Um cara aqui conseguiu pagar com celular - mito que corre entre vendedores brasil afora

O problema do NFC é que ele tem um tanto de contorcionismo pra acontecer. Você precisa primeiro preencher o valor, depois vai surgir a opção "passe o cartão ou aproxime" e é aí que o NFC realmente vai funcionar. Demorei para descobrir isso, e quando descobri foi um parto fazer a leitura acontecer (parabéns, Lenovo, que ideia excelente colocar o NFC no meio do A7010, NA PARTE DA TELA). Quando eu consegui fazer tudo o que foi preciso para a coisa acontecer... não aconteceu. Não passou, e nem o banco soube me explicar. E mesmo que passasse, o incômodo de explicar como faz para toda compra que eu fizer desanima, sem falar no constrangimento que é ficar fazendo "malabarismos" pra pagar algo.


Sim, o NFC tá mais ou menos por aqui no Vibe A7010. Você encosta a tela nas coisas

Quase ninguém sabe como usar NFC nas maquininhas

Como diz o próprio vídeo publicitário do Ourocard, aos 00:32, "o vendedor vai digitar o valor e a forma de pagamento, como acontece hoje". Mas não é assim. Hoje o vendedor começa enfiando o cartão na maquininha e, sem esse primeiro passo, muitos já ficam meio perdidos.


 

Acelere um ano para frente.

No começo do ano testei o Galaxy A5 2017. Mais uma vez dei uma chance ao Samsung Pay, que nunca havia funcionado com os dois cartões de crédito que possuo. Dessa vez foi (não mudou nada, seja a lista de cartões suportados, seja os cartões que eu tenho... não pergunte. Se foi, foi) e mais uma vez fui lá passar trabalho tentando fazer acontecer. Na primeira tentativa, de novo dei com a cara em uma mensagem "transação não autorizada", mas em uma segunda tentativa passou (ALELUIA). Enfim as coisas começaram a andar, mas também precisei aprender um truquezinho.

O Samsung Pay também opera via NFC, como o app do Ourocard, mas tem um outro truque na manga: em smarpthones compativeis, ele opera também via MST (Magnetic Secure Transmission), que simula a tarja magnética do cartão tradicional. Isso faz toda a diferença, pois basta aproximar o smartphone da maquininha que a transação é iniciada como se um cartão tivesse sido passado, e dali pra frente tudo segue normalmente. Tanto que aprendi como pagar com smartphone: quando o vendedor fala o preço, responda que vai ser via cartão de débito/crédito. Quando ele esticar a maquiinha, encosta o smartphone, e antes que dê tempo de ele perguntar muita coisa, a transação avançou.

Ninguém sabe como paga via MST, mas isso não importa

Como resultado, fiquei quase duas semanas pagando tudo com o smartphone e praticamente deixei a carteira esse período todo em um bolso da mochila, sem sair de lá. Até em uma viagem a São Fransisco o vendedor até foi me interromper para dizer que smartphones não funcionam pra pagar, mas o pagamento aconteceu no meio da frase. Depois ele se justificou: "ah, é um Samsung... achei que fosse um iPhone". Sim, o Apple Pay usa NFC, e a máquina deles não funciona com essa tecnologia. Fica a dica pro marketing da Samsung: lancem a campanha "se fosse um iPhone não tinha passado". Depois a gente conversa sobre um valor por essa minha ideia.

Depois dessas experiência, voltei a ficar empolgado com a ideia de pagar com o smartphone, algo que é realmente útil para o cotidiano, no meio de tanta função boba que adicionam para smarpthones, tentando inovar. Falta agora a Samsung melhorar o suporte a mais cartões, porque hoje fazer o Samsung Pay funcionar ainda envolve um alinhamento astral complexo de "ter um smartphone compatível"  com "ter um cartão compatível". E dê preferência por modelos com MST. Talvez um dia o NFC se torne mais popular e fique mais prático usá-lo mas, como está hoje fazer pagamentos com ele hoje, melhor nem usar. Ou vá se acostumando a ficar explicando para todo vendedor como usar a maquininha.

Diego Kerber
Sub-editor

Twitter: @kerberdiego

Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego colabora com a Adrenaline na produção de notícias e artigos na coluna "Vida Digital".



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Adrenaline. Se achar algo que viole nossas condições de uso, denuncie através do link de report de erro do conteúdo.

Comentários que não são pertinentes a discussão, com caráter ofensivo, com xingamentos etc., serão deletados sem aviso prévio e os usuários serão BANIDOS. Não iremos fazer análises de reclamações sobre banimentos, então pedimos a colaboração para evitar inconvenientes.

* Esse é um espaço de troca de conhecimentos e opiniões, use-o para esses propósitos *