A ASUS é uma das líderes de mercado quando o assunto é placas-mãe, placas de vídeo e também bastante conhecida por seus modelos de smartphones. Porém, para o público entusiasta em jogos, ela possui uma linha de produtos especial sob o nome Republic Of Gamers (ROG).

 

Embora a ASUS ROG já tivesse lançado outros mouses antes de 2014, tal como o ASUS ROG GX850, GX900 e GX950, que eram apenas remarcações de mouses de outras marcas, e o GX1000, ela não tinha nenhum mouse que poderia ser classificado como sendo um "mouse topo de linha".

Ela não tinha nada que se equiparava aos recém lançados Razer Deathadder 2013 e Steelseries Rival. Isto mudou com o lançamento do ASUS ROG Gladius.

Mas uma das peculiaridades do mercado de mouses é que nenhum mouse agrada todos. Sempre há quem prefira mouses maiores/menores, leves/pesados, com/sem botões laterais, etc... E isto é normal, pois afinal temos mãos diferentes, formas de mover o mouse diferentes, preferências diferentes...

Visando isto e também oferecer um mouse mais "acessível", a ASUS apresentou em março de 2015 o ASUG ROG Sica, um mouse mais simples, com menos extras e consideravelmente mais barato que o ASUS ROG Gladius, mas mantendo vários dos principais diferenciais que seu irmão oferece.

Então o Sica é só um Gladius "piorado"? Seria ele apenas um "mouse de entrada" assim como seus concorrentes Logitech G100S e Razer Abyssus 1800? É o que veremos.

Ergonomia e Construção Externa

É importante lembrar que existem formas que usuários podem manusear seus mouses, estas que chamamos de pegadas. As três principais são:

O ASUS ROG Sica é um mouse relativamente pequeno, para padrões gamer, baixo e um tanto curto.


Xornet II, Sica, Gladius, Deathadder, G900, Rival

Pesando 80 gramas (sem o cabo), o ASUS ROG Sica é um mouse até leve (embora poderia ser ainda mais leve, vamos ver a razão para isto depois) e foi projetado para ser utilizado perfeitamente por usuários das pegadas Claw e Fingertip.

Para quem tem a pegada Palm, fique bem longe dele. Sério, vai faltar mouse.

Algo um tanto polêmico, é que o ASUS ROG Sica tem uma certa característica que parte do público gamer não gosta: não possui botões laterais.

Entendo que há algumas pessoas que nem aceitam que um mouse destes não tenha botões laterais, mas acreditem, há sim mercado para este tipo de mouse, concorrentes como o Logitech G100S e Razer Abyssus tem sucesso em suas vendas mesmo tendo esta mesma característica. Retirar os botões laterais além de agradar canhotos e uma parcela do público, diminui o custo de produção e torna o mouse mais acessível.

Mas é perfeitamente plausível que você acabe preferindo outro mouse que tenha botões laterais, isto é apenas uma preferência pessoal e o próprio autor da análise também prefere mouses que tenham botões laterais. Ótimas alternativas com tamanho similar, não faltam:


Tt eSports Ventus R, Logitech G Pro, ASUS ROG Gladius

Em termos de acabamento, o ASUS ROG Sica é um mouse bem feito, composto quase que totalmente por um plástico fosco bastante confortável em seu topo e detalhes adicionais também em plástico próximos à sua traseira, parecidos com os do ASUS ROG Gladius, mas não são borracha.

Embora o seu corpo em plástico não proporcione tanta segurança e conforto quanto a borracha, em termos de durabilidade, não é um plástico que vai desgastar e se por acaso algum dia sujar, é muito fácil limpar, diferente da borracha, que pode virar uma bela dor de cabeça...

Um detalhe um pouco chato do ASUS ROG Sica é que seu peso é descentralizado, focado especialmente na sua traseira. A principal razão para isto, está no interior desta:


Créditos da imagem para uaokkkkkkkk do fórum Overclock.net

Isto, é uma placa de metal inserida para acrescentar peso ao mouse. Não tenho informações sobre o quanto exatamente esta placa pesa e não posso remover esta da unidade que temos por ser uma amostra de imprensa, mas apenas a capa superior, onde está esta placa de metal, pesa 37 gramas, basicamente metade do peso do mouse. Provavelmente metade deste peso seja devido à placa de metal e explica o peso descentralizado deste mouse.

Uma modificação interessante para quem tem este mouse e quer que este seja ainda mais leve, é remover esta placa.

Enfim, tanto em termos de recursos quanto visualmente, o  ASUS ROG Sica é mais "simples" do que seu irmão ROG Gladius. Mas quem disse que simplicidade é algo ruim? Justamente por ter um acabamento sem nada para desgastar, feito em plástico de alta qualidade e com um excelente deslize, que o ASUS ROG Sica é extremamente bem feito.

Construção Interna

Construção Interna é a principal responsável pela durabilidade de um mouse. Se forem utilizados componentes de alta qualidade, as chances de haverem problemas com o tempo serão baixas. Se o mouse utilizar componentes de baixa qualidade, conectores internos e/ou soldas mal feitas, ele pode acabar sendo uma bomba relógio.

E é aqui caros leitores, que o ASUS ROG Sica consegue se destacar comparado com outros mouses do mercado.

Internamente é possível ver algumas razões para o Sica ser mais barato que o Gladius. Switches OMRON com durabilidade de 5 milhões ao invés de 20 milhões, um codificador um pouco mais barato da TTC, além do botão do meio não ser removível, diferente de seu irmão.

Mas, mesmo usando peças um pouco inferiores do que o Gladius, o ASUS ROG Sica não deixa de ser um mouse extremamente caprichado e superior a muitos outros em sua construção interna.

O ASUS ROG Sica, assim como seu irmão Gladius, tem uma tecnologia exclusiva da ASUS ROG, que é a possibilidade da troca dos switches sem a necessidade de soldar um novo switch. Para realizar isso, basta apenas encaixar um novo no lugar.

Alguns podem pensar "se o switch não é soldado e fixo, o clique dele não deve ser bom então?", mas felizmente este não é o caso. Os cliques do ASUS ROG Sica tem uma ótima resposta, embora não tão boa quanto o Gladius.

O sistema de troca de switches sem necessidade de solda, é genial

Gostaria de ver esta tecnologia de switches removíveis em mais mouses, mas sei que para algumas empresas é mais interessante colocar 20 LEDs RGB dentro do mouse do que investir em algo que aumente a vida útil dele.

Desempenho

O ASUS ROG Sica utiliza o sensor Pixart PMW 3310, sensor o qual é conhecido principalmente por ser utilizado no Steelseries Rival 300 e "teoricamente" é um pouco inferior ao AVAGO S3988 de seu irmão Gladius. "Teoricamente".


Sensor Pixart PMW 3310 no ZOWIE ZA12

Diferente do ASUS ROG Gladius, o ROG Sica não tem recursos exclusivos na USB 3.0 e não consegue chegar até 2000 Hz, apenas até os 1000 Hz igual outros concorrentes do mercado gamer. Será que isso faz ele pior? (spoiler: não).

Começando, todos os testes foram realizados utilizando um mouse pad ASUS STRIX Glide Speed, o qual possui estampas (que podem dificultar o rastreio, mas esse é justamente o objetivo) e tem um nível de qualidade similar ao Razer Goliathus Speed.

Primeiro temos o teste de consistência de rastreio. Basicamente, ele testa o que o nome diz, mostrando se por acaso há distorções no rastreio do mouse. Para realizar ele, é usado uma ferramenta chamada MouseTester.

E estes foram os resultados no mouse pad ASUS STRIX Glide Speed, em 1000 Hz:

E temos aqui um resultado perfeito, o que é um excelente contraste em comparação como o ASUS ROG Gladius, o qual acabou apresentando distorções em sua análise.

Agora, vamos para o teste de aceleração.

O ideal sempre é que: se o mouse for movido rapidamente 10cm para a direita, ele tenha o mesmo resultado que teria se fosse deslocado lentamente a mesma distância. 

Caso o mouse for mais longe do que o necessário no movimento rápido, é dito que o mesmo tem aceleração positiva. Caso a distância que ele percorreu seja menor no movimento rápido, ele tem aceleração negativa.

E se o mouse parou no mesmo lugar que antes, ele não tem aceleração nenhuma, o que caracteriza um resultado perfeito.

Sendo que este foi o resultado do ASUS ROG Sica usando o mouse pad ASUS STRIX Glide Speed, em 1000 Hz:

Um resultado perfeito mesmo em mouse pads coloridos, diferente do seu irmão ASUS ROG Gladius. O ASUS ROG Sica é um mouse mais recente e melhor otimizado do que seu irmão em termos de desempenho e por isso consegue melhores resultados, mesmo sendo mais barato e tendo menos recursos.

O ASUS ROG Sica é superior em desempenho ao ASUS ROG Gladius

Agora chegando finalmente ao software:

A primeira coisa que pude notar, é que há muitas similaridades neste com outro excelente software, que é o da Steelseries:

Não sei se o software da ASUS ROG foi feito pela Steelseries, se a empresa que fez o software da Steelseries também fez o da ASUS ROG ou se o plagiaram o software da Steelseries, mas independente o caso, o resultado foi excelente, salvo algumas partes que ficaram um pouco difíceis para ler devido ao tema preto e vermelho da ASUS ROG.

Há apenas um ou outro pequeno erro na interface em português, mas no geral este software está bem traduzido e fácil de entender, com explicações para cada um dos recursos do mouse ao clicar na bolha do interrogação, da mesma forma que o software da Steelseries apresenta.

O software ASUS ROG Armoury tem claras inspirações na Steelseries Engine 3

Em desempenho, temos acesso aos controles de DPI, aceleração/desaceleração e taxa de atualização. Configurações básicas, com exceção do controle de aceleração/desaceleração, mas o interessante é que ao modificar cada uma delas, a imagem demonstra mudanças para representar a ação feita, algo simples, mas extremamente eficaz em ensinar o que cada função faz.

Alguns podem estranhar o ASUS ROG Sica ter até "apenas" 5.000 DPIs, mas há uma excelente razão por trás disto. Embora o Pixart PMW 3310 seja capaz de alcançar até 7.000 DPIs, a qualidade de rastreio fica horrível. O limite ideal para que este sensor não fique extremamente distorcido, é justamente em torno de 5.000 DPIs.

Parabéns ASUS por limitar a DPI do mouse em um valor que realmente ele é capaz de trabalhar ao invés de tentar empurrar a DPI mais absurda o possível apenas por razões de marketing.

No controle de iluminação há apenas configurações bastante básicas, tal como colocar o mouse no modo respiração, ajustar o brilho e desligar sua iluminação. Não exigimos um show de luzes em mouses que fazemos análises, mas é estranho ver que um mouse tão caro não permite trocar a cor de sua iluminação para combinar com o setup do usuário, enquanto mouses muito mais baratos tem isso.

E agora, vamos para macros:

Com certeza isso aí é igual ao da Steelseries, só não é tão bonitinho quanto. Enfim, aqui temos uma interface bastante simples de criação de macros, onde podemos inserir teclas, botões do mouse e controlar o atraso que há entre uma ação e outra.

O que realmente diferencia essa interface da Steelseries/ASUS ROG do software de outras marcas é o fato que todas as ações podem ser editadas facilmente após a gravação, e para quem entende como macros funcionam, tudo é bastante intuitivo.

Só alguém me diga, como e porquê eu irei gravar macros em um mouse que só tem três botões (esquerdo, meio e direito)? Infelizmente acaba parecendo algo desnecessário, pois o público que procura um mouse com poucos botões, normalmente não possui interesse em macros...

Ao que tudo indica, a ASUS ROG decidiu terceirizar o software, possivelmente para a mesma equipe que trabalhou no software da Steelseries, o que sinceramente foi uma excelente escolha. Embora o ROG Armoury não tenha tantos recursos quanto o que vemos no software da Corsair ou Logitech, maioria dos usuários não precisam tanto.

O importante é que tudo o que o ASUS ROG Sica tem em seu software, é intuitivo, bem feito e bem explicado, assim como também é nos mouses da Steelseries.

AVALIAÇÃO:

Construção Externa

9

Construção Interna

9.5

Desempenho

9.5

Preço

8
Conclusão

Sendo uma das melhores escolhas para quem quer um mouse pequeno, leve e preciso, o ASUS ROG Sica corrigiu alguns dos problemas do ASUS ROG Gladius e manteve quase o mesmo nível de qualidade em sua construção interna.

Além disto, devido à menor quantia de recursos e extras, ele oferece um preço mais acessível, girando na faixa dos R$ 200~230. Não é um valor baixo, mas é justo para um mouse topo de linha.

Mas, infelizmente devido à sua simplicidade, falta de botões laterais, extras e menor custo, é considerado inferior ao seu irmão e diversos outros concorrentes, mesmo não sendo.

Ele é um mouse que fora extremamente subestimado pelo mercado, quando na verdade é um mouse topo de linha em termos de construção e desempenho. Para quem não se importa com a falta de botões laterais, ou para você amigo canhoto que quer um mouse leve, pequeno e muito bem construído, o ASUS ROG Sica é uma excelente escolha, superior a concorrentes como o Logitech G100S e as diversas variações do Razer Abyssus.

Mas, assim como seu irmão Gladius, o Sica também está saindo de linha e em seu lugar em breve estará o recém lançado ASUS ROG STRIX Impact (ROG e STRIX não eram linhas separadas?).

O novo ASUS ROG STRIX Impact conta com um novo botão adicional, um sensor topo de linha Pixart PMW 3360, novos switches com suposta durabilidade de 50 milhões de cliques e iluminação RGB. Melhorias interessantes, mas que não fazem o primeiro modelo deixar de valer a pena, especialmente se encontrado por um bom preço.

O ASUS ROG Sica é um mouse pequeno, simples e bem feito, e que prova que "tamanho não é documento".


PRÓS
  • Acabamento de ótima qualidade
  • Excelente Construção Interna
  • Excelente Rastreio
  • Excelente Software, claramente baseado no da Steelseries
  • Tecnologia exclusiva de troca de switches em caso de defeitos
CONTRAS
  • A ausência de botões adicionais é a principal razão para muitos evitarem este mouse
  • Peso descentralizado