Adrenaline: Fonte de informação sobre Tecnologia e Jogos

Tech

Cientistas conseguem guardar 215 PETAbytes num grama de DNA e acessar os dados sem erro

Cientistas conseguem guardar 215 PETAbytes num grama de DNA e acessar os dados sem erro

03/03/2017 11:29 | | @joao_gan | Reportar erro

03/03/2017 11:29 | | @joao_gan | Reportar erro





Share on Google+

O armazenamento de dados digitais no DNA não é uma pesquisa inédita, mas cientistas da Universidade de Columbia foram muito além do que estava sendo feito até hoje e conseguiram efetivamente guardar 215 petabytes de dados em apenas um grama do material genético. 215 mil terabytes, incluindo vídeos e até um sistema operacional inteiro, dados que eles conseguiram acessar e recuperar depois sem erros.

O feito é impressionante especialmente porque foi armazenado 1,6 bit em cada nucleotídeo, um número bastante próximo do potencial teórico de 1,8 bit para cada nucleotídeo. Além da quantidade absurda que pode ser guardada em segurança em cada grama de DNA, o investimento em biotecnologia para o futuro do armazenamento tem outra vantagem do material genético poder ser conservado, teoricamente, por milhares de anos, com o seu conteúdo ainda "legível" depois.

A tecnologia, no entanto, está ainda muito longe de se tornar algo mainstream. Enquanto os SSDs estão agora entrando num patamar de valores mais acessível, usar essa técnica custa milhares de dólares para apenas guardar alguns megabytes e acessá-los depois.

 


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Adrenaline. Se achar algo que viole nossas condições de uso, denuncie através do link de report de erro do conteúdo.

Comentários que não são pertinentes a discussão, com caráter ofensivo, com xingamentos etc., serão deletados sem aviso prévio e os usuários serão BANIDOS. Não iremos fazer análises de reclamações sobre banimentos, então pedimos a colaboração para evitar inconvenientes.

* Esse é um espaço de troca de conhecimentos e opiniões, use-o para esses propósitos *