Teclado mecânico. Esta é uma das palavras mais comuns no mercado de periféricos atualmente. A quantia de teclados mecânicos e novas empresas investindo neste mercado aumenta cada dia. Em dezembro, a Xiaomi (sim, ela!) entrou para este mercado e até o próprio autor desta análise ajudou a G.Fallen a projetar o Falcão-Peregrino (olha o jabá).

Claro, a Cougar não é nenhuma exceção deste mercado e também está lançando cada vez mais teclados mecânicos, mas a impressão que fica ao público é que teclados mecânicos, especialmente os barulhentos, são a única escolha disponível para o público gamer hoje em dia.

Embora existam teclados mecânicos menos barulhentos, nenhum consegue realmente ser "silencioso". Pessoas que querem um teclado realmente silencioso, tem paixão por teclados de Notebooks, teclados da Apple ou basicamente qualquer teclado com o perfil Chiclet. Mas a real razão para estas pessoas gostarem destes teclados, não está apenas no formato de suas teclas e sim no que há embaixo delas:

Vamos discutir sobre isto em mais detalhes posteriormente na análise.

Cougar 300K surpreende por ser um dos únicos teclados com Perfil Alto a utilizarem o mecanismo de suspensão "Scissor-Switch" sob membrana em cada uma de suas teclas. Embora este seja bastante comum em teclados de Notebooks e não tão raro em teclados com Perfil Baixo, ver este em um teclado com teclas altas, não é comum, inclusive este foi o único teclado deste tipo que já testei.

O resultado disto é que o Cougar 300K é o teclado gamer mais silencioso que já tivemos a oportunidade de testar. Mas e quanto à sua qualidade? É o que vamos ver.

Construção Externa

A primeira coisa que chama a atenção no Cougar 300K é o quão AMARELO este teclado é.

Iluminação amarela, case amarela, LEDs de Caps Lock, Num Lock, Scroll Lock... Tudo amarelo.

Mas, infelizmente o Cougar 300K mesmo com todos os seus esforços, não é o teclado mais amarelo do mundo. Este título pertence ao Ducky Shine 3 Yellow, que realmente merece ser chamado de "teclado mostarda".

Brincadeiras à parte, o Cougar 300K realmente é um teclado amarelo e não há outras opções de cores, diferente de seu irmão Cougar 200K; e esta já é a principal razão para muitos infelizmente evitarem este teclado, mesmo sem conhecer sua qualidade e seus recursos.

Conforme já havia dito, a traseira do teclado também é amarela, mas nesta há vários detalhes interessantes:

Primeiro de tudo, há canaletas para organizar o cabo do teclado, assim como enormes pés emborrachados que impedem o teclado de deslizar na mesa.

Algo que a própria Cougar não menciona, é que este teclado tem uma certa resistência à água devido aos buracos de drenagem que este possui por sua carcaça.

Provavelmente a razão para a Cougar evitar mencionar isto, é que resistência não significa que ele seja "à prova d'água" ... e também devido ao público se confundir entre um teclado ser "resistente à água" e "resistente a líquidos", que são duas coisas totalmente diferentes. Água não é tão corrosiva, é preferível derramar 2 litros de água em um teclado do que 100ml de refrigerante.

Líquidos como refrigerantecafé e outros, são corrosivos para qualquer tipo de teclado, seja ele de membrana ou mecânico. Teclas começam grudar, circuitos são danificados e devido a isto, teclas podem parar de funcionar. Então, para evitar confusão, a Cougar decidiu adicionar esta resistência, mas não menciona ela no material publicitário do teclado (o que sinceramente foi uma boa escolha).

Outro detalhe, é que os pés de ajuste também são emborrachados.

Agora falando sobre suas keycaps (o plástico com algo escrito que chamamos popularmente apenas de "teclas"), as mesmas são feitas em plástico ABS translucente e a pintura das mesmas aparenta ser bem feita, embora assim como diversos outros teclados iluminados, marcas de dedo acabam ficando bastante visíveis com a utilização intensa do teclado:

Cougar utiliza uma fonte "gamer" nestas teclas, embora sinceramente a legibilidade não seja das piores. Algo interessante deste teclado é que recebemos uma unidade no padrão ANSI (Americano), mas com o "Big-Ass Enter", que é um estilo de Enter mais popular em teclados antigos ou modelos vendidos em países da Ásia.

Embora um Enter grande não seja estranho para nós Brasileiros, se acostumar com o backspace minúsculo foi algo estranho, mas que demorou apenas uma semana para o autor da análise.

Para um teclado de membrana, o Cougar 300K é extremamente bem feito, tem uma carcaça externa caprichada, detalhes como pés emborrachados estão em ordem, há um sistema de drenagem e as keycaps aparentam ter bom acabamento. É um teclado simples visualmente, mas não deixa de ser muito bem feito.

Construção Interna

Normalmente aqui eu abriria o teclado, mas já aprendi minha lição depois de abrir alguns teclados de membrana e inutilizar os mesmos após ter feito isso (RIP CM Devastator, RIP Redragon Yaksa).

Anotem isso como regra: Quanto mais caro um teclado é, mais fácil para abrir e realizar a manutenção no mesmo. Mas vamos discutir sobre o que há embaixo deste sem abrir ele.

O Cougar 300K é um dos raríssimos teclados de perfil alto que utilizam o mecanismo Scissor-Switch, que normalmente está presente apenas em teclas de perfil baixo.


Fonte: Análise do teclado Cougar 300K na i2hard.ru

Teclados de Notebook são os mais populares com este mecanismo Scissor-Switch, que é basicamente um sistema de suspensão posicionado sobre uma membrana. Antes que peçam, não, este sistema não é considerado mecânico. O objetivo deste sistema de suspensão é:

  1. Proporcionar estabilidade para a tecla.
  2. Absorver o impacto da tecla sendo pressionada (e por isso são silenciosos).
  3. Garantir que a tecla irá retornar após você soltar o dedo dela.

É este sistema de suspensão incluído em cada tecla que permite que teclas de Notebooks sejam "macias" e "silenciosas".

Mas então porquê não vemos isso em teclados comuns? Porquê poucos teclados gamer tem isso? Muita gente gosta de teclas silenciosas!

Calma, eu ainda não expliquei os pontos negativos deste sistema.

No caso de Notebooks, o sistema de teclas Scissor-Switch é utilizado por não haver espaço suficiente para uma "membrana comum" e a resposta ficaria horrível caso fosse utilizado a membrana sem este sistema. É algo realmente feito por não haver escolha.

Já em computadores, além do custo de produção ser maior para este tipo de teclado, há um problema maior e que explica a escassez deste tipo de sistema em teclados projetados para jogos: durabilidade.

Duvido que você já não tenha visto algum Notebook com teclas faltando, especialmente devido ao sistema de engates da tecla ter quebrado ou desencaixado. É fato, Scissor-Switches não foram feitos para aguentarem uso intenso e/ou maus tratos (leia-se: rage).

A própria Cougar teve problemas gravíssimos com lotes do Cougar 200K aqui no Brasil, eu mesmo acompanhei o processo de dezenas de RMAs e é deprimente o quão frágil um sistema destes pode ser, especialmente se mal feito.

Além disso, teclas com Scissor-Switch não foram projetadas para serem removidas, o que acaba dificultando também a limpeza de teclados deste tipo.

O Scissor-Switch pode apresentar uma resposta mais agradável do que a membrana comum e um nível de ruído que teclado mecânico algum consegue chegar perto, mas infelizmente para gamers, a questão de durabilidade é muito mais importante do que isto. Por isso a escassez de teclados gamer com Scissor-Switch e por isso o mercado se direciona tanto para teclados mecânicos.

Será que o Cougar 300K é uma exceção a esta regra? Só o tempo poderá dizer, mas torço para que ele seja mais durável do que alguns lotes do Cougar 200K...

Recursos e Extras

Algo que não fiz nas análises até agora, foram testes de anti-ghosting. Os últimos teclados que analisamos, foram todos teclados mecânicos e seria completamente inadmissível caso um teclado mecânico gamer falhasse em um teste destes. Todos os modelos analisados pelo Adrenaline até agora, não apresentam problema de ghosting algum.

Ghosting é basicamente o que acontece quando você pressiona um conjunto de teclas e algumas destas não respondem. Algo que não é tão raro de ser visto caso alguém tente jogar certos jogos com um teclado comum.

Anti-ghosting são tecnologias empregadas para impedir este tipo de problema e teclados feitos para jogos precisam conter este tipo de tecnologia.

Mas, embora seja uma obrigatoriedade em teclados mecânicos, isso não se aplica para teclados de membrana, onde inclusive há diferentes tipos de anti-ghosting, desde métodos simples como separar apenas o circuito das teclas WASD até tecnologias que afetam todo o teclado, tal como o Cougar 300K afirma possuir.

Então, vamos fazer estes testes?

Jogadores de FPS não terão quaisquer problemas com este teclado, podendo pressionar as principais teclas utilizadas para movimentação e todas irão responder. Não preciso explicar o quão irritante um teclado pode ser caso você tente, por exemplo, correr na diagonal (SHIFT+W+D) e não poder pular (Espaço) caso fizer isso.

Outro caso bastante comum, é jogadores não conseguirem fazer um "cavalo de pau" com veículos em certos jogos apertando "W+S+A ou D", um problema que não vai acontecer com o Cougar 300K.

Falando em carros, jogadores de jogos de Corrida não terão qualquer problema com este teclado, mesmo que utilizem o esquema de controle nas setas.

E por último, os saudosistas que costumam jogar emuladores, especialmente de SNES no computador, não terão qualquer problema com este teclado. 

Vocês leitores não tem noção do quão patético é ver que o meu Notebook "Gamer" não pode ser utilizado para jogar Super Mario Bros 3 pois se pressionar "Z+X+Seta para Direita", uma destas teclas não funciona. O Notebook roda jogos modernos, mas não presta pra jogar Mario smiley.

Continuando em seus recursos, o Cougar 300K apresenta algumas teclas de controle de volume no canto superior direito, assim como ajuste de brilho em suas setas. Não há nenhum efeito de iluminação.

Agora, vamos falar sobre o "Modo Game" e alguns de seus problemas.

O Cougar 300K oferece um recurso "exclusivo", que é o "Modo Game". Ao apertar a tecla Mode no canto superior direito do tecla, teclas "desnecessárias" são desativadas, o teclado começa operar em 1000 Hz (apenas 1ms de atraso, contra 8ms do modo normal), o anti-ghosting 24KRO é ativado e você tem acesso às teclas de gravação e execução de macros.

Embora o marketing da Cougar ame este recurso e leitores talvez tenham se interessado neste recurso: aqui vai o balde de água fria.

Um mal costume de fabricantes de acessórios gamer é assumir que todo gamer é um desastrado. Entendo que pessoas que não tenham muita experiência com computadores acabem pressionando teclas acidentalmente, mas uma escolha inteligente que algumas marcas fazem é permitir que o usuário escolha a possibilidade de desativar certas teclas do teclado.

E o Cougar 300K permite que o usuário desative a tecla Windows ao ativar o modo "Game". O problema? A tecla Windows Esquerda já foi removida e inseriram um FN no lugar dela.

Apoio totalmente a prática de inserir recursos para desativar certas teclas, mas remover uma tecla bastante utilizada por usuários avançados do Windows e não disponibilizar uma opção para reativar esta é algo irritante para quem está acostumado a utilizar atalhos do Windows.

Outro problema, até mais grave, é que teclas como ESC, F1, F2, F3... deixam de funcionar quando o "Modo Game" está ativado, para que sejam usadas como "Macros".

Agora lhe pergunto, Cougar, por acaso um jogador não aperta ESC para pausar, sair do jogo e gerenciar configurações? As outras teclas de funções não são tão comuns, mas há alguns jogos, especialmente MMORPG, que fazem uso destas para gerenciar menus e janelas.

Para utilizar estas teclas no "Modo Game", é necessário apertar "FN + a tecla desejada" e isso sinceramente acaba se tornando um incômodo facilmente. Deveriam ter deixado pelo menos a tecla ESC em paz.

Mas, por outro lado, o sistema de macros do Cougar 300K é um dos mais completos via hardware que já vi em um teclado, permitindo três diferentes modos de execução de macros e tendo memória interna para armazenar todas estas.

Diferente de outros teclados, além de permitir gravar intervalos de macros via hardware (o que não é comum), é possível também definir macros em "loop infinito", o que também é raro em teclados que tenham macros apenas através de hardware. Mas, entendo que para muitos usuários criar estas macros via software seria mais fácil e prático.

Outro problema também é o teclado ficar em 1000 Hz e permitir o anti-ghosting 24KRO apenas no "Modo Game". A taxa de 1000 Hz e o 24KRO não diminuem a durabilidade do teclado, não há nenhuma razão plausível para que estes já não fossem o padrão do teclado.

A única razão para a Cougar ter definido estes recursos como parte do modo "Game" é simples marketing para que este modo tenha algum "diferencial", o que é sinceramente uma atitude risível.

E mesmo no modo "Standard", o teclado tem anti-ghosting de até 6KRO (até 6 teclas podem ser pressionadas) nas principais teclas usadas por jogos, o que é mais do que suficiente, além da diferença entre 1ms (1000 Hz) e 8ms (padrão) de atraso ser quase imperceptível em um teclado (diferente de um mouse).

Maioria dos usuários deste teclado, assim como o autor desta análise, utilizam ele no modo "Standard" (padrão) o tempo todo, pois o modo "Game" não traz grandes vantagens, apenas incômodos.

AVALIAÇÃO:

Construção Externa

8

Construção Interna

8

Recursos e Extras

7.5

Preço

6
Conclusão

O Cougar 300K é um teclado com algumas falhas de projeto. Falhas em sua estética, a qual realmente não agrada muita gente, e falhas nos recursos existentes, tal como o seu "Modo Game" que tem alguns problemas. 

A verdade nua e crua é que poucas pessoas fazem setups na cor amarela, fora que a razão para existirem tantos teclados com RGB hoje em dia é justamente para combinar as cores dos periféricos com outros produtos que o usuário tenha. Sei que para alguns isto é frescura, mas o mercado funciona assim mesmo.

Alie isto à faixa de preço de R$ 260 e é fácil entender a razão para este teclado ter sido um fracasso comercial e estar saindo de linha. Mas então ele é um teclado ruim? Não!

O caso do Cougar 300K é complicado. Ele tem seus problemas, mas na função de teclado ele é bastante competente, é de longe um dos teclados mais silenciosos que já utilizei e tem uma excelente resposta em suas teclas, especialmente pela combinação do Scissor-Switch com um Perfil Alto nas teclas.

O Cougar 300K é o teclado gamer mais silencioso que já testamos

Sei de muita gente que amaria ter um teclado com o mesmo sistema de teclas que o Cougar 300K utiliza e ele é sem sombra de dúvidas um dos melhores teclados de membrana que já usei.

Para digitação, o Cougar 300K é um dos melhores teclados de membrana que já usei

Para quem quer um teclado bastante silencioso para digitar ou jogar bastante, desde que não maltrate o teclado, o Cougar 300K é uma opção que eu gostaria muito de poder recomendar, mas sei que sua estética e o seu preço acabam sendo dois grandes obstáculos. Uma boa dica é esperar uma possível queima de estoque deste teclado.

No final, o Cougar 300K é um caso triste, pois algumas mudanças em sua estética, um preço mais competitivo, a adição de iluminação RGB e modificações em seu "Modo Game", fariam deste uma das melhores escolhas em teclados de membrana.

Felizmente, várias destas sugestões já foram acatadas no seu sucessor, Cougar Vantar, embora este não tenha um perfil alto como o 300K e possivelmente não tenha a mesma resposta em suas teclas. Espero poder analisar este em breve.


PRÓS
  • É o teclado gamer mais silencioso que já testamos
  • Excelente Resposta em suas teclas, todas são extremamente macias
  • Ótima Construção Externa
  • Possui um dos sistemas mais completos de macros via hardware em um teclado
  • Um ótimo anti-ghosting nas principais teclas usadas por jogos
CONTRAS
  • Disponível apenas na cor Amarela
  • O "Modo Game" possui algumas falhas
  • Preço inadequado