Seguindo a nossa serie de desafios, hora de encarar outro lançamento importante para PC: Gears of War 4! Ele faz parte do Xbox Play Anywhere, conjunto de games que possuem recursos compartilhados entre o Xbox e o PC, como jogos salvos ou a possibilidade de partidas entre jogadores das duas plataformas. A nossa primeira rodada de testes com games nesse estilo não foi muito feliz: ReCore e especialmente Forza Horizon 3 não rodaram muito bem no PC Baratinho, com destaque para o péssimo uso de processador do Forza.

PC Baratinho vs Forza Horizon 3 e ReCore: encaramos o combo do Play Anywhere!

Para jogar a campanha, conseguimos com essas peças:

- AMD FX-6300 - R$ 390
- Gigabyte AM3+ mATX GA-78LMT-USB3 - R$ 309
- XFX RX 460 2GB - R$ 550
- HD de 1TB Seagate Barracuda 1TB - R$ 275
- 8GB de memória RAM - 2x R$ 114
- Fonte 350W -  R$ 150
- Tela, mouse e teclado reaproveitados de PCs velhos - R$ 0 

Preço estimado: R$ 1.902

Com a combinação mais barata e básica do PC Baratinho deu para jogar o modo campanha em qualidade média e FullHD, com uma taxa de quadros que oscilou entre 45 a 55FPS. Em alguns momentos com muita coisa na tela, chegamos a ter quedas para 35FPS, algo que deve ser bastante reduzido se você deixar por conta do próprio jogo realizar os ajustes das configurações gráficas e de forma automatizada fazer o balanceamento da qualidade. Mesmo com a versão de apenas 2GB, o jogo conseguiu manter a taxa de quadros sem lotar a pouca memória disponível nesse modelo de entrada da AMD.

A RX 460 2GB segurou o game em qualidade média e 1080p na casa dos 45FPS

Mas o mais legal de Gears of War não é jogar sozinho, e sim chamar amigos e encarar a campanha no modo cooperativo. E GOW tem um recurso que muitas vezes é esquecido, especialmente no PC: tela dividia, para duas pessoas poderem jogar juntas em um mesmo PC. O problema é que o tradicional splitscreen traz um aumento considerável no consumo de hardware em muitos jogos, e Gears of War não é exceção. O mesmo hardware que antes rodava na casa dos 45FPS e tinha quedas para 35FPS passou a segurar 30FPS "no grito" e apresentou quedas pavorosas para... 14FPS (insira sua piada de "tá jogável" nos comentários).  Reduzir para qualidade mínima ajudou, mas a performance continuou ruim e agora os gráficos também ficaram "deprimentes".

GOW 4 fica bem mais pesado quando jogamos com tela dividida, tanto para a CPU quanto GPU

O jeito foi subir as especificações, e foi preciso fazer em duas frentes: tanto na placa de vídeo quanto o processador. Subir a GPU ajudou a manter os quadros em uma média mais alta, porém ao mesmo tempo acentuou o gargalo que o FX-6300 estava apresentando, resultando na GTX 1050 Ti e a RX 470 não conseguindo manter 100% de uso de forma estável. O jeito foi reforçar para o processador FX-8350, aí conseguimos um gameplay estável acima dos 35FPS, mantendo próximo dos 40 a 45FPS boa parte do tempo. Não é perfeito, mas para um computador que tenta ser de baixo custo, não dá pra subir mais sem comprometer de vez o orçamento.

Então, pela primeira vez no Baratinho, temos uma configuração diferenciada para um modo de jogo. Essas são as specs para jogar em splitscreen:

- AMD FX-8350 - R$ 727
- Gigabyte AM3+ mATX GA-78LMT-USB3 - R$ 309
- XFX RX 470 4GB - R$ 829
- HD de 1TB Seagate Barracuda 1TB - R$ 275
- 8GB de memória RAM - 2x R$ 114
- Fonte 430W -  R$ 205
- Tela, mouse e teclado reaproveitados de PCs velhos - R$ 0 

Preço estimado: R$ 2.573

Passado Gears of War 4, temos um mundo de jogos "2" ainda para conferir. Dishonored 2 está com uma fama meio ruim quando o assunto é otimização, enquanto WatchDogs 2, esperamos, estará melhor que seu antecessor. E tem outros games na fila, como Call of Duty e Titanfall. Até o próximo episódio!