"Forza Horizon 3" é a nova edição da consagrada franquia de corridas em mundo aberto da Playground Games. O título não apenas é um dos principais exclusivos para as plataformas do ecossistema da Microsoft, como também chega cercado de muita expectativas pelos fãs. Mas será que o game tem atrativos e novidades suficientes para recompensar a espera e, sobretudo, ser memorável? 

É isso o que você vai descobrir abaixo na análise de "Forza Horizon 3", baseada na versão para Xbox One. O jogo também está disponível para PC, inclusive através do serviço Xbox Play Anywhere, que torna possível comprar uma cópia digital e jogar em ambas as plataformas sem custos adicionais.

Jogabilidade
O prazer inigualável da dirigibilidade perfeita em mundo aberto

A jogabilidade de "Forza Horizon 3" é simplesmente perfeita. A combinação de comandos e a sensibilidade na dirigibilidade para cada tipo de veículo e terreno são extremamente responsivas, otimizadas e ajustadas no controle. Isenta de falhas que possam prejudicar qualquer ponto de domínio do jogador sobre a mecânica, a experiência é constantemente confortável e absurdamente prazerosa. Não existem concorrentes que alcancem o nível altíssimo da Playground Games em oferecer corridas tão empolgantes, variadas e divertidas. O mais próximo a esse padrão é "Burnout Paradise" e os "Forza Horizon" anteriores. 

A mecânica de "Forza Horizon 3" retoma as corridas em mundo aberto já conhecidas na série. Basicamente, o jogador escolhe um veículo, chega ao ponto previamente selecionado no mapa e já começa a disputar as primeiras provas. Tudo acontece com extrema liberdade, em que o jogador está no comando absoluto de todas as operações de interação possíveis na mecânica. É ele quem decide como quer desenvolver a própria campanha, escolhendo as provas e os desafios do momento. Ou pode dar um tempo na velocidade e conhecer novos lugares do mapa que, além de ser duas vezes maior que "Forza Horizon 2", retrata com fidelidade e algumas das regiões mais imponentes da Austrália

O foco de "Forza Horizon 3" é na diversão imediata em corridas descomplicadas, se afastando da complexidade dos tradicionais simuladores do gênero. Bastante intuitiva, a proposta nunca desvia o foco das corridas descompromissadas. Mas isso não significa que o game não tenha atrativos para jogadores mais entusiastas, pois existem opções robustas de customização não apenas das partes dos veículos, como também de condicionamentos de provas e de ajustes de simulação de dificuldades e realismo sentido nos controles. Isso faz com que o game seja competente em fazer a ponte entre dois tipos de públicos bastante distintos, mas que podem igualmente se divertir em um só jogo.  

A estrutura de missões em "Forza Horizon 3" se desdobra em eventos bastante diversificados. As missões principais, que desenvolvem o enredo, ficam disponíveis conquistando um número determinado de fãs. Conforme o seu desempenho nas corridas, novos seguidores são atraídos, liberando novos lugares do mapa e abrindo competições de níveis de jogador mais altos e habilidades mais refinadas. Enquanto isso, o game vai revelando atrações paralelas que complementam e enriquecem muito a experiência, como provas de exibição em determinadas áreas, desafios de rivalidade contra os Drivatars, busca por carros escondidos e campeonatos de categorias específicas de veículos.

É possível, ainda, recrutar outros 3 jogadores da própria Xbox Live para o seu próprio clube e começar a cumprir objetivos cooperativamente. Ou, ainda, apenas sair em um rolê por áreas inexploradas, descobrindo novos pontos de interesse pelo mapa. Isso acontece à base de todo um ambiente online que "Forza Horizon 3" também oferece. Só que, infelizmente, não foi possível testar essas funcionalidades a tempo de publicar esta análise. Ainda que tenhamos recebido o jogo com antecedência e com horários específicos marcados para partidas multiplayer, em nenhum momento encontramos jogadores disponíveis ou mesmo sessões para qualquer tipo de desafio disponível para jogar.  
 


Testando volantes
Suporte melhora, mas continua incompleto

Por João Losada

A cada novo game da franquia "Forza", seja "Motorsport" ou "Horizon", a expectativa é de que a produtora adicione suporte completo para os diversos tipos de volantes, incluindo seus fabricantes, algo que já acontece em games como "Project Cars", "F1 2016" e "Dirt Rally". Infelizmente, "Forza Horizon 3" se manteve exatamente igual aos outros games da saga, não entregando um suporte "real" a volantes: a configuração é extremamente genérica e sem opções avançadas de personalização.

Você pode usar tanto um volante simples de correia sem Force Feedback, da Thrustmaster, quanto um novíssimo G920, da Logitech, que a configuração de ambos será exatamente a mesma. A única diferença entre eles é a regulagem no alcance da angulação atingida pelo volante enquanto gira. O restante em nada muda. 

Mas você pode estar pensando: "'Forza Horizon'" não é exatamente um jogo para volantes, então isso não fará muita diferença". De fato, a franquia sempre foi arcade. Mas "Horizon 3" mudou um pouco este conceito. Com mais precisão, peso e até mesmo com Force Feedback melhorado, a série finalmente se torna acessível para quem gosta de pilotar com um volante, ainda que a experiência esteja longe do ideal. E vamos combinar que, passear pelos belíssimos cenários do jogo usando um bom conjunto de volante e pedal ao som das suas músicas preferidas, não tem preço.



Gráficos e Áudio
Tecnicamente impecável

"Forza Horizon 3" esbanja capricho absoluto nos quesitos mais técnicos. Belíssimo e riquíssimo em detalhes, os gráficos mostram paisagens variadas extremamente convidativas à contemplação. Existe todo um cuidado para que cada área nunca seja parecida com a outra. É sensacional navegar pelo mapa e conferir costas litorâneas e suas formações rochosas, metrópoles com seus arranha-céus imponentes, planícies desérticas e seus animais e plantações características e cadeias de montanhas florestais com seus lagos nos arredores. 

A iluminação e variação dinâmica de clima também estão incríveis, em que alguns momentos combinam efeitos de luzes solares, reflexos e chuva para entregar cenas altamente deslumbrantes aos olhos. E tudo acontece sem nunca parecer exagerado ou gratuito demais. Além disso, o game ainda demonstra um cuidado minucioso na réplica dos interiores dos carros, que estão bastante convincentes e reforçar um esforço altamente atencioso pela Playground Games com os fãs de corridas.     

Já o áudio marca o que de melhor há na franquia. Das 8 rádios do jogo, 7 tocam músicas empolgantes de gêneros como rock alternativo, eletrônico e hip-hop, sabendo conduzir perfeitamente as sensações de cada corrida. Só a rádio de música clássica é que em nada combina com o game - e nem deveria ter sido inclusa na experiência. Fora isso, a localização para o português brasileiro está perfeita, mostrando mais uma vez o altíssimo nível de qualidade de dublagens e legendas nos games da Microsoft lançados no país.

AVALIAÇÃO:

Jogabilidade

10

Gráficos

10

Áudio

10
Conclusão

"Forza Horizon 3" alcança um novo parâmetro de qualidade a ser batido nos games de corrida em mundo aberto. Além da apresentação impecável nos gráficos e no som, tudo no jogo funciona de uma forma extremamente coesa e coerente com a proposta, oferecendo uma quantidade absurda de conteúdos para descobrir, explorar, destravar e cumprir. A diversão é inesgotável por muitas dezenas de horas, sem nunca ficar cansativa ou repetitiva. O título não apenas é o melhor jogo da saga "Horizon", como também é facilmente o melhor do gênero lançado neste ano. Mais do que recomendado, é um jogo absolutamente completo e obrigatório.


PRÓS
  • Jogabilidade perfeita e absurdamente prazerosa de controlar
  • Centenas de missões, campeonatos e desafios paralelos
  • Corridas arcade em mundo aberto diversificadas, empolgantes e divertidas
  • Mundo aberto extremamente convidativo à exploração contemplativa
  • Sistema de evolução, experiência e desbloqueio de habilidades intrinsicamente coerente
  • Variedade de cenários, terrenos de competição e condições climáticas
  • Mais de 350 carros divididos por tipos, montadoras e classes
  • Opções de ajustes de realismo e simulação agrada a casuais e entusiastas   
  • Cenários deslumbrantes e trilha sonora extremamente competente
  • Dublagens sensacionais
CONTRAS
  • Nenhum relevante