Apesar de ser um mercado altamente estratégico, o segmento de processadores para desktops voltados para entusiastas e profissionais que necessitem de alto poder de desempenho não goza do mesmo ritmo de lançamentos das CPUs de entrada e intermediárias/intermediárias de alto desempenho. Enquanto que nos últimos 22 meses o mercado de processadores de menor valor foi inundado por dezenas opções da AMD e Intel, os consumidores domésticos e de pequenas empresas/profissionais liberais que necessitam de alto poder de processamento ficaram restritos unicamente às CPUS LGA-2011 da geração Sandy Bridge-E (SNB-E) da Intel.

A situação finalmente mudou no início de setembro, com a chegada do Ivy Bridge-E (IVB-E). Assim como o seu “irmão mais velho”, a nova geração de processadores de alto desempenho da Intel traz como grandes destaques, muitos núcleos x86 (até seis), farta quantidade de camadas PCIe (40) e uma robusta controladora RAM, capaz de prover uma expressiva largura de banda de memória.

(Imagem do die do Ivy Bridge-E, ressaltando a distribuição das principais estruturas) 

 Ainda que chegue com o status de “nova geração”, o IVB-E praticamente não passa de um SNB-E com litografia mais refinada (de 32nm high-K para 22nm FinFET/Trigate), sendo completamente destravado para o overclock. Há, contudo, uma importante diferença em termos estruturais. Enquanto que o Sandy Bridge-E tenha 8 núcleos físicos (sendo dois desativados), o Ivy Bridge-E é um processador nativamente hexa-core. Desta forma, não há “desperdício” de transistores (são 410 milhões a menos em relação ao SNB-E), resultando assim em uma menor área do die da CPU (435mm2 x 257mm2), além de contribuir para uma redução da temperatura e consumo de energia.

A quantidade de memória cache L3 não mudou em relação à geração anterior, ficando o modelo mais poderoso com 15MB, o intermediário com 12MB, e finalmente o de entrada com 10MB. Se por um lado não houve melhoria no tamanho da L3, por outro, a Intel passou a oferecer o suporte oficial ao PCI Express 3.0 e às DDR3 de 1866MHz (1DIMM por canal – lembrando que se trata de uma CPU quad channel de 256 bits), contra 1600MHz do Sandy Bridge-E e Haswell, resultando assim, em um incremento na largura de banda de memória dos atuais 51,2GB/s para 59.7 GB/s. Além disso, as tecnologias como Turbo Boost 2.0 e Hyper-Threading,  bem como o conjunto de instruções AVX, AES SSE 4.1 e 4.2 continuam presentes. 

Outro importante aprimoramento diz respeito ao potencial para o overclock (capacidade de turbinar a frequência de operação do processador). É possível agora alcançar o multiplicador 63x, contra 57x da geração anterior, bem como configurar a memória para um patamar acima de 2400 MT/s, além de ser possível acessar a relação (ratio) em tempo real, tensão e limites de energia.

Para quem ainda não sabe, assim como o SNB-E, os processadores da geração IVB-E não possuem GPU integrada, tampouco vem acompanhados de cooler box de refrigeração, forçando o usuário optar pela solução que julgar a mais adequada. A própria Intel possui uma opção especialmente projetado para a nova geração, chamado de TS13X.

O modelo analisado pela Adrenaline é o Core i7-4960X, topo de linha da nova geração Ivy Bridge-E, trazendo 6 núcleos físicos, 12 lógicos (ou 12 threads), frequência padrão de 3.6GHz (alcançando 4GHz via Turbo Boost), 15MB de cache L3 e dissipação térmica máxima de 130W. Tudo por US$ 999 no atacado (lotes de mil unidades), ou US$ 1.049 no varejo.

Conforme pode ser visto na tabela acima, os pontos que mais despertam a atenção dos consumidores em termos de macro-especificações do 4960X sobre o 3960X estão no suporte de memórias mais velozes, além da frequência de operação nominal 300MHz maior.

Fotos
Abaixo algumas fotos do Core i7 4960X, processador que tem exatamente o mesmo tamanho físico do Core i7 3960X, já que ambos suportam o mesmo socket, LGA 2011. 

 Nas fotos abaixo, temos o Core i7 4960X (LGA 2011) ao lado do Core i7 4770K (LGA 1150) e de uma moeda de um real, mostrando bem a diferença de tamanho entre os dois processadores e dando uma noção do tamanho de cada um.

 

Máquinas/Softwares utilizados

Abaixo detalhes sobre os sistemas comparados, drivers e aplicações utilizadas nos testes.

- Intel Core i7 4960X + Asus Rampage IV Extreme 
- Intel Core i7 3960X + Asus Rampage IV Extreme
- Intel Core i7 4770K + Gigabyte Z87X-OC
- AMD FX 9590 + ASUS Crosshair V Formula-Z

Todas os sistemas utilizaram os mesmos hardwares para os testes:
- Placa de vídeo: NVIDIA GeForce GTX 780 referência
- Memórias: 8 GB G.Skill Trident 2400MHz @ 1600MHz (2x4GB)
- SSD: Corsair Force GT 240GB Sata III
- HD: Seagate ST31000528AS 1TB SATA II 7200RPM
- Fonte de energia (PSU): XFX ProSeries 850W PSU
- Cooler: Cooler Master TPC 812

Sistema Operacional e Drivers:
- Windows 7 64 Bits com Updates
- Intel INF 9.4.0.1027
- NVIDIA GeForce 331.65

Aplicativos/Games:
- CineBENCH R15
- MaxxMEM
- x264 FHD Benchmark 1.0.1
- wPrime 2.10

- 3DMark (DX11)
- Aliens vs Predator (DX11)
- Bioshock Infinite (DX11)
- Tomb Raider (DX11)

CPU-Z
Abaixo, tela do CPU-Z mostrando detalhes do processador.


Temperatura
Fizemos testes de temperatura com o sistema em modo ocioso e rodando o wPrime, que estressa todos os núcleos. Seguem abaixo os resultados:

Sistema Ocioso

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

Sistema ocioso (idle)

OBS.:

  • Temperatura ambiente em 25ºC
  • Medida em graus Celsius
  • Quanto MENOR, melhor

[ TEMPERATURA (CPU) | INTEL CORE I7-4960X ]

Intel Core i7 4960X
23
Intel Core i7 4770K
31
AMD FX 9590
32
Intel Core i7 3960X
34


Sistema rodando o wPrime em modo 1024M:

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

Rodando wPrime

OBS.:

  • Temperatura ambiente em 25ºC
  • Medida em graus Celsius
  • Quanto MENOR, melhor

[ TEMPERATURA (CPU) | INTEL CORE I7-4960X ]

Intel Core i7 4960X
54
AMD FX 9590
55
Intel Core i7 4770K
58
Intel Core i7 3960X
62

Consumo de energia
Além de teste em modo ocioso, criamos uma situação de teste de consumo com o sistema sendo exigido, rodando o aplicativo de benchmark 3DMark (2013), através do teste Fire Strike, o mais exigente. Vale destacar que todos os sistema utilizam a mesma VGA, uma GTX 780 referência.

IDLE (Sistema ocioso)
Começamos pelo teste com o sistema em modo ocioso.

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

Sistema ocioso (idle)

OBS.:

  • Consumo do sistema inteiro
  • Resultados em Watts
  • Quanto MENOR, melhor

[ CONSUMO DE ENERGIA | INTEL CORE I7-4960X ]

Intel Core i7 4770K
56
AMD FX 9590
84
Intel Core i7 3960X
87
Intel Core i7 4960X
87

Rodando o 3DMark
Quando colocamos os sistemas rodando o 3DMark, temos os consumos abaixo:

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

Rodando 3DMark

OBS.:

  • Consumo do sistema inteiro
  • Resultados em Watts
  • Quanto MENOR, melhor

[ CONSUMO DE ENERGIA | INTEL CORE I7-4960X ]

Intel Core i7 4770K
304
Intel Core i7 4960X
382
Intel Core i7 3960X
410
AMD FX 9590
425

 

Testes com uso do CPU

CineBENCH R15
Iniciamos os testes de desempenho em aplicações com o CineBench, que testa o processador convertendo uma imagem. 

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

R15: Teste modo CPU (multi)

OBS.:

  • Resultados em pontos calculados pelo aplicativo
  • Quanto MAIOR, melhor

[ CINEBENCH | INTEL CORE I7-4960X ]

Intel Core i7 4960X
1064
Intel Core i7 3960X
1002
Intel Core i7 4770K
754
AMD FX 9590
730

x264 Full HD Benchmark
Em um teste de conversão de vídeo Full HD, temos os seguintes resultados:

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

Padrão

OBS.:

  • Resultados em FPS
  • Quanto MAIOR melhor

[ X264 FULL HD | INTEL CORE I7-4960X ]

Intel Core i7 4960X
34.10
Intel Core i7 3960X
30.80
AMD FX 9590
26.60
Intel Core i7 4770K
24.40

wPrime
Rodando o wPrime, teste que estressa todos os cores do processador, temos os resultados abaixo:

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

1024M

OBS.:

  • Resultados em segundos calculados pelo aplicativo
  • Quanto MENOR, melhor

[ WPRIME | INTEL CORE I7-4960X ]

Intel Core i7 4960X
140.323
Intel Core i7 3960X
148.215
Intel Core i7 4770K
223.378
AMD FX 9590
239.507

PCMark 8
O aplicativo de benchmarks PCMark 8 é o mais recente da Futuremark destinado a testes gerais, que vão desde testes de carregamento de páginas de internet a vídeo conferência.

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

Padrão modo HOME - Benchmark Conventional

OBS.:

  • Quanto MAIOR, melhor
  • Teste com uso do hardware Open CL do dispositivo
  • Quanto MAIOR, melhor
  • Teste padrão do modo HOME - Benchmark Conventional

[ PCMARK 8 | INTEL CORE I7-4960X ]

Intel Core i7 4960X
5541
Intel Core i7 3960X
5388
Intel Core i7 4770K
5349
AMD FX 9590
4649

 

Testes com uso do GPU

Agora vamos aos testes com aplicações que exigem mais da placa de vídeo, como games:

3DMark
Começamos nossos testes com o 3DMark - Fire Strike.

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

Fire Strike (default)

OBS.:

  • Aplicativo baseado em DirectX 11
  • Resultados em pontos calculados pelo aplicativo
  • Quanto MAIOR, melhor

[ 3DMARK | INTEL CORE I7-4960X ]

Intel Core i7 4960X
8735
Intel Core i7 3960X
8657
Intel Core i7 4770K
8449
AMD FX 9590
7782

Aliens vs Predator
Em teste de games começamos pelo "Aliens vs Predator":

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

HIGH / ULTRA HIGH, AA 4x AF 16x, 1920x1080

OBS.:

  • Game baseado em DirectX 11
  • Resultados em FPS médio
  • Quanto maior, melhor

[ ALIENS VS PREDATOR | INTEL CORE I7-4960X ]

Intel Core i7 4960X
86.6
Intel Core i7 3960X
86.3
AMD FX 9590
86.2
Intel Core i7 4770K
86.2

BioShock Infinite
Abaixo o comportamento sobre o BioShock Infinite:

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

Ultra + DDOF, AF 16x, 1920x1080

OBS.:

  • Game baseado em DirectX 11
  • Resultados em FPS médio
  • Quanto maior, melhor

[ BIOSHOCK INFINITE | INTEL CORE I7-4960X ]

Intel Core i7 3960X
99.69
Intel Core i7 4770K
98.21
Intel Core i7 4960X
97.09
AMD FX 9590
94.56

Tomb Raider
Para finalizar os testes de games, vamos ao teste de desempenho do "Tomb Raider".

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

Ultimate, AA FXAA AF 16x, 1920x1080

OBS.:

  • Game baseado em DirectX 11
  • Resultados em FPS médio
  • Quanto maior, melhor

[ TOMB RAIDER | INTEL CORE I7-4960X ]

Intel Core i7 3960X
74.9
AMD FX 9590
73.7
Intel Core i7 4960X
73.5
Intel Core i7 4770K
72.7

 

Overclock

O Core i7 3960X já tinha bom potencial para overclock, mas com o refinamento que o Core i7 4960X teve, possibilita no mínimo overclock mais tranquilo para os menos experientes, já que consegue dissipar melhor o calor interno como demonstramos nos testes anteriores e que também acontece quando overclockado como podem ver nos testes adiante.

Para o overclock, apenas aumentamos o multiplicador para 47x e definimos a voltagem em 1.35v, dependendo o sistema, em especial a placa-mãe utilizada, será necessário voltagem mais alta, podendo chegar a 1.4v, que não é recomendada para uso contínuo. Logico que estamos falando desse clock em questão, sendo que cada clock tem uma recomendação, que é a mínima possível, por isso o ideal é ir aumentando e testando a estabilidade do sistema.

Abaixo a tela do CPU-Z com o overclock feito. 

Temperatura
Abaixo temos as temperaturas dos processadores quando overclockados:

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

Rodando wPrime

OBS.:

  • Temperatura ambiente em 25ºC
  • Medida em graus Celsius
  • Quanto MENOR, melhor

[ TEMPERATURA (CPU) | INTEL CORE I7-4960X ]

Intel Core i7 4960X
54
AMD FX 9590
55
Intel Core i7 4770K
58
Intel Core i7 3960X
62
Intel Core i7 4960X @ 4.7GHz
65
Intel Core i7 3960X @ 4.7GHz
74
AMD FX 9590 @ 5GHz
75
Intel Core i7 4770K @ 4.7GHz
88

Consumo de Energia
O consumo de energia normalmente sofre um bom aumento dependendo do overclock feito, entre os motivos por aumentar a "entrega" de energia ao processador e sistema.

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

Rodando 3DMark

OBS.:

  • Consumo do sistema inteiro
  • Resultados em Watts
  • Quanto MENOR, melhor

[ CONSUMO DE ENERGIA | INTEL CORE I7-4960X ]

Intel Core i7 4770K
304
Intel Core i7 4770K @ 4.7GHz
348
Intel Core i7 4960X
382
Intel Core i7 4960X @ 4.7GHz
403
Intel Core i7 3960X
410
AMD FX 9590
425
Intel Core i7 3960X @ 4.7GHz
453
AMD FX 9590 @ 5GHz
511


CineBENCH R15
Abaixo o desempenho dos sistemas na conversão de imagem do CineBench.

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

R15: Teste modo CPU (multi)

OBS.:

  • Resultados em pontos calculados pelo aplicativo
  • Quanto MAIOR, melhor

[ CINEBENCH | INTEL CORE I7-4960X ]

Intel Core i7 4960X @ 4.7GHz
1259
Intel Core i7 3960X @ 4.7GHz
1207
Intel Core i7 4960X
1064
Intel Core i7 3960X
1002
Intel Core i7 4770K @ 4.7GHz
913
Intel Core i7 4770K
754
AMD FX 9590
730

OBS.: Reparem que o FX 9590 trabalhando em 5GHz não está nesse teste, isso porque ele simplesmente não estabilizou nesse clock e conseguiu rodar o teste até o final. Fizemos de tudo e mais um pouco, mas não teve jeito, o que é algo curioso, sendo que o marketing sobre esse processador é que ele trabalha em 5GHz, "só que não", já que ele não fica em 5GHz nem em 5% de quando está sendo exigido, quando forçamos esse clock, não fica estável.

wPrime
Em um teste que mais vale como validador para o overclock feito, devido estressar todos os cores, temos o seguinte resultado:

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

1024M

OBS.:

  • Resultados em segundos calculados pelo aplicativo
  • Quanto MENOR, melhor

[ WPRIME | INTEL CORE I7-4960X ]

Intel Core i7 4960X @ 4.7GHz
120.262
Intel Core i7 3960X @ 4.7GHz
123.262
Intel Core i7 4960X
140.323
Intel Core i7 3960X
148.215
Intel Core i7 4770K @ 4.7GHz
182.745
AMD FX 9590 @ 5GHz
219.337
Intel Core i7 4770K
223.378
AMD FX 9590
239.507

3DMark
Já no 3DMark a diferença tente a cair, sendo que o overclock foi sobre o processador e a aplicação exige mais do vídeo. Abaixo os resultados:

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

Fire Strike (default)

OBS.:

  • Aplicativo baseado em DirectX 11
  • Resultados em pontos calculados pelo aplicativo
  • Quanto MAIOR, melhor

[ 3DMARK | INTEL CORE I7-4960X ]

Intel Core i7 4960X @ 4.7GHz
8852
Intel Core i7 3960X @ 4.7GHz
8804
Intel Core i7 4960X
8735
Intel Core i7 4770K @ 4.7GHz
8692
Intel Core i7 3960X
8657
Intel Core i7 4770K
8449
AMD FX 9590 @ 5GHz
8060
AMD FX 9590
7782

BioShock Infinite
Por fim, rodando o game "BioShock Infinite" os sistemas tiverem os seguintes resultados:

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

Ultra + DDOF, AF 16x, 1920x1080

OBS.:

  • Game baseado em DirectX 11
  • Resultados em FPS médio
  • Quanto maior, melhor

[ BIOSHOCK INFINITE | INTEL CORE I7-4960X ]

Intel Core i7 4960X @ 4.7GHz
101.77
Intel Core i7 3960X @ 4.7GHz
101.16
Intel Core i7 4770K @ 4.7GHz
100.61
Intel Core i7 3960X
99.69
Intel Core i7 4770K
98.21
Intel Core i7 4960X
97.09
AMD FX 9590 @ 5GHz
95.92
AMD FX 9590
94.56

 

Conclusão

Como era de se esperar, o Core i7 4960X chegou para se posicionar como o "número 1" no segmento top dos processadores para desktops. A CPU foi a mais rápido em "todos" os testes analisados pela Adrenaline, sendo indicado especialmente para quem necessita de um intenso fluxo de dados, requerendo, portanto, de muitos núcleos de processamento, e uma farta largura de banda de memória (itens que o 4960X tem de sobra), como é o caso de quem lida com o tratamento/edição de imagens e vídeos.

É bom ressaltar que, ainda que seja um processador robusto, a geração Ivy Bridge-E trouxe uma evolução discreta em relação ao Sandy Bridge-E. Para os segmentos intermediário e de alto desempenho, tal fato não quer dizer muita coisa, mas para clientes exigentes, como é o caso dos entusiastas e profissionais, essa "apatia" tem um enorme "peso" na escolha de um produto. Assim, não é de se espantar o tímido ganho de desempenho do Core i7 4960X sobre o 3960X. 

Vale ainda mencionar o ótimo trabalho dos engenheiros da Intel no que diz respeito ao consumo de energia do processador. Sem dúvidas que a litografia mais refinada em 22nm, bem como o "corte" de 410 milhões de transistores em relação ao 3960X, fizeram muito bem ao 4960X.

A nova geração Ivy Bridge-E trouxe finalmente o suporte nativo ao PCI Express 3.0, bem como ao USB 3.0, recursos fundamentais para o "calibre" de tais CPUs.

Galeria da análise do Intel Core i7 4960X

"O Core i7 3960X é a opção ideal para quem deseja o máximo desempenho dentro de um gabinete desktop, não se importando em pagar uma pequena fortuna por um processador".

Para quem possui um Core i7 3960X, não há muito sentido o upgrade pelo 4960X, a menos que os fatores consumo de energia/dissipação térmica e temperatura de operação, sejam itens a ser considerados, visto que se tratando de ganho de desempenho e grandes novidades tecnológicas, há poucos ganhos, conforme evidenciado em nossos testes. 

AVALIAÇÃO:

Performance

9.5

Preço

5.0

Tecnologias

10.0

Inovação

8.0

Overclock

10.0

Nota final

PRÓS
  • Baixa temperatura para um processador do segmento top
  • Excelente opção para quem lida com edição/tratamento de imagens e vídeos
  • Ótimo ganho em overclock
CONTRAS
  • Praticamente nenhuma grande evolução sobre o Sandy Bridge-E
  • Desempenho em games no mesmo patamar de processadores de segmentos inferiores
  • Seu preço não justifica o ganho sobre outras opções do mercado, especialmente para upgrade sobre o Core i7 3960X