Adrenaline: Fonte de informação sobre Tecnologia e Jogos

Microsoft se pronuncia quanto às ameaças de suicídio em massa na Foxconn

Microsoft se pronuncia quanto às ameaças de suicídio em massa na Foxconn

12/01/2012 14:56 | | @Adrenaline | Reportar erro

12/01/2012 14:56 | | @Adrenaline | Reportar erro







Cerca de 300 funcionários da Foxconn ameaçaram cometer suicídio no segundo dia do ano na China, porém as informações somente ganharam o mundo ontem, dia 11. Ao ficar sabendo do protesto, em uma das empresas que fabrica o hardware de seus console Xbox 360, a Microsoft resolveu apurar os fatos para dar maiores satisfações a seus consumidores.

Leia abaixo o resultado da "investigação oficial" enviada à Kotaku US:

"A Microsoft é uma das empresas que tem contrato com a Foxconn para manufaturar hardware. Depois de ficar sabendo do protesto dos trabalhadores em Wuhan, nós imediatamente conduzmios uma investigação independente da questão.

Depois de falar com os trabalhadores e a gerência, é do nosso entendimento que o protesto dos trabalhadores era relacionado a políticas de transferência e alocação de pessoal, e não a condições de trabalho. Devido a ajustes normais de produção, a Foxconn ofereceu aos seus funcionários a opção de serem transferidos para linhas de produção alternativas ou pedirem demissão e receberem todo o salário e bônus devidos, de acordo com o tempo de serviço. Depois do protesto, a maioria dos trabalhadores escolheu voltar ao trabalho. Uma pequena porção desses empregados se ofereceu para pedir demissão.

A Microsoft leva muito a sério as condições de trabalho nas fábricas que montam seus produtos. Temos um Código de Conduta rígido que explicita nossas espectativas e monitoramos de perto e regularmente as condições de trabalho para lidar com questões assim que elas surgem. A Microsoft é comprometida com o tratamento justo e com a segurança dos funcionários empregados pelos nossos parceiros para garantir a conformidade com as políticas da Microsoft."

É claramente notória a divergência de informações contidas nesta declaração e nas notícias publicadas ontem. Neste caso não é citado em momento algum as ameaças de suicídio por parte dos funcionários e muito menos seus pedidos de aumento de salário, entre outros.


Isso que dá entregar a fabricação de parte seus componentes a fábricas distantes de sua sede, não se tem a menor ideia do que acontece dentro delas, além de escolher um país que é famoso por desrespeitar leis trabalhistas e de condições humanas, em troca de mão de obra barata.

Vale lembrar mais uma vez que, somente em 2010, ocorreram 14 suicídios nas dependências da Foxconn.


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Adrenaline. Se achar algo que viole nossas condições de uso, denuncie através do link de report de erro do conteúdo.

Comentários que não são pertinentes a discussão, com caráter ofensivo, com xingamentos etc., serão deletados sem aviso prévio e os usuários serão BANIDOS. Não iremos fazer análises de reclamações sobre banimentos, então pedimos a colaboração para evitar inconvenientes.

* Esse é um espaço de troca de conhecimentos e opiniões, use-o para esses propósitos *