Em continuidade à série de artigos  ("Crysis 2", "DiRT 3", "Mafia II", "Lost Planet 2", "Tom Clancy's H.A.W.X. 2" e "F1 2010") dedicados aos desempenhos gráficos em jogos de PC, trazemos agora os testes referentes à “F1 2011”, game baseado no mais famoso campeonato do automobilismo mundial. 


Após dez anos de exclusividade da franquia ao Playstation, a produtora Codemasters comprou os direitos de produção de Sony. O segundo game multiplataforma da série estreia nos PCs em grande estilo, agradando crítica e público de maneira geral.

No game, além do acesso a qualquer um dos carros da competição de 2011, pode-se escolher que tipo de contrato profissional se deseja iniciar sua carreira como piloto. No final de cada temporada convites de outras equipes podem surgir, o que aumenta as chances de crescer na carreira como piloto profissional. 

A grande novidade desta edição para a anterior é o incremento absurdo no multiplayer online. Dessa vez, o título traz um grid de largada completo, com 24 competidores simultâneos, sendo que 16 são controlados por jogadores reais. Além disso, a jogabilidade e os controles estão parcialmente modificados. A ideia é trazer mais precisão dos movimentos dos veículos, além de respostas mais realistas ao dinamismo do sistema climático, também implementado nesta versão.


Adrenaline Racing Benchmark Tool
Todos os testes do artigo foram realizados com a ferramenta Adrenaline Racing Benchmark Tool. A ferramenta dá ao usuário uma série de opções avançadas de configuração do game, além de escolha de pistas, número de caros, clima, etc. Na versão rankeada, é possível enviar os testes para o BenchZone (www.benchzone.com.br),  e comparar com outros resultados. Vale destacar, ainda, que o tool também suporta os games "DiRT 3", "DiRT 2" e "F1 2010".

DOWNLOAD da fila de configuração utilizada nos testes. Basta salvar em qualquer pasta e carregar essa fila pelo programa para executar os mesmos testes que fizemos. Dessa forma poderá comparar seus resultados com os nossos. Vale destacar que os testes foram feitos em modo ranked, sem possibilidade de alterar a visão e número de carros.

 

Placas e sistema utilizado

Todas as VGAs foram testadas no mesmo sistema, com as configurações idênticas e a última versão de drivers disponível no site de AMD e Nvidia no dia dos testes. Foi utilizada a versão FULL do game (by Steam).

Para os testes, utilizamos uma série de placas de vídeo de AMD (ATI) e Nvidia com suporte a DirectX11. Abaixo, a lista completa de placas utilizadas no artigo:

AMD(ATI)
    * Radeon HD 5750 (XFX)
    * Radeon HD 5770 (XFX)
    * Radeon HD 5850 (XFX)
    * Radeon HD 5870 (XFX)
    * Radeon HD 5970 (HiS)

    * Radeon HD 6670 (XFX)
    * Radeon HD 6790 (XFX)
    * Radeon HD 6850 (XFX)
    * Radeon HD 6870 IceQ X Turbo (HiS)
    * Radeon HD 6950 2GB (XFX)
    * Radeon HD 6970 (XFX)
    * Radeon HD 6990 (HiS)

Nvidia
    * GeForce GTS 450 (referência)
    * GeForce GTX 460 768Mb (referência)
    * GeForce GTX 460 1GB (referência)
    * GeForce GTX 470 (Galaxy)
    * GeForce GTX 480 (referência)

    * GeForce GTX 560 (ZOTAC)
    * GeForce GTX 560 Ti (referência)
    * GeForce GTX 570 (referência)
    * GeForce GTX 580 (referência)
    * GeForce GTX 590 (referência)

OBS: Um grande problema do "F1 2011" é que ele não traz suporte correto as placas dual chip ou combinações de placas em Crossfire ou SLI, mas principalmente quando o assunto é Crossfire. Para o game rodar sobre sistemas com placas dual chip ou Crossfire, é necessário que as tecnologias de cascateamento (multiplacas) sejam desativadas via drivers, mesmo nas placas dual chip (desativar o AI), apesar de um ganho, ainda assim será muito abaixo do que se espera.

Máquina utilizada nos testes:
- Mainboard Gigabyte G1.Assassin @ 4.2GHz
- Processador Intel Core i7 980X
- Memórias Corsair Vengeance 8 GB(2x4GB) DDR3-1600MHz
- HD 1TB Sata2 Western Digital Black
- Fonte XFX 850W Black Edition
- Cooler Thermalright Venomous X

Sistema Operacional e Drivers:
- Windows 7 de 64 Bits
- Intel INF 9.2.0.1030
- AMD Catalyst 11.9: Placas AMD/ATI
- Nvidia ForceWare 280.26 WHQL: Placas Nvidia

Abaixo, algumas fotos das placas e sistema utilizado.

Agora as "telas" do CPU-Z com detalhes da máquina utilizada, além da tela principal do GPU-Z mostrando as características das duas placas TOP de AMD e Nvidia utilizadas no artigo.


 

Benchmarks: 1280x1024 - DX9

Começamos os testes pela resolução de 1280x1024 rodando o game em DirectX9, onde já, de cara, temos algumas surpresas. Na ponta da tabela não temos nenhuma das duas placas dual chip, justamente devido ao game não ter sido otimizado a esse tipo de solução. Pode ser que o problema seja das empresas, que não fizeram drivers otimizados.

Reparem que a Nvidia fica com as 5 primeiras posições, resultados bem diferentes do que aconteceu com o "F1 2010", onde a AMD se saia melhor. A 6970, melhor placa da AMD na tabela, fica atrás até mesmo da 560 Ti.

No meio da tabela temos uma briga boa entre diversos modelos, mas novamente com placas da Nvidia que custam menos ganhando de modelos considerados melhores da AMD.

Já no final da tabela, o destaque não é a 6670, mas as duas placas TOP dual chip da AMD, 5970 e 6990. Como se não bastasse, para que elas ficassem com esse score na casa de 30FPS, ainda tive que desativar a opção AI nos drivers. Caso contrário ambas não passavam de 15 FPS em nenhum dos testes do artigo.

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

1024M

OBS.:

  • Resultados em segundos calculados pelo aplicativo
  • Quanto MENOR, melhor

[ WPRIME | ]

GIGABYTE GA-Z87X-OC
220.288
ASUS GRYPHON Z87
220.989

 

Benchmarks: 1680x1050 - DX9

Em 1680x1050 as placas da Nvidia continuam dominando as primeiras posições, mas tanto a 6970 como a 5870 passaram a 560 Ti. Com score aquém do esperado, a GTX 590 fica apenas na quarta posição, mostrando também algum problema por ser dual chip.

Outros modelos da AMD conseguem uma pequena melhora. Mas, no geral são as placas da Nvidia que se saem melhores. O que não mudou foi o final da tabela, com as duas placas top da AMD na rabeira.

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

OBS.:

[ | ]


 

Benchmarks: 1920x1080 - DX9

Na resolução 1920x1080, a soberania da Nvidia permanece, com os resultados não mostrando muita divergência em relação aos testes anteriores, nenhuma das placas subiu ou desce mais de um lugar, por exemplo. Foram apenas 4 trocas de posições: a 6950 inverteu sua posição com a 560ti; a 5850 superou a 560 e a 6990 cedeu sua posição para a 6670. Quem imaginaria que isso fosse possível?

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

Teste COM uso do GPU, 1920x1080

OBS.:

  • Conversão de vídeo em formato .M2TS para .MP4 H264 - FULL HD
  • Teste com o tempo necessário para finalizar a conversão do vídeo (em segundos)
  • Quanto MENOR, melhor

[ CYBERLINK MEDIAESPRESSO | ]

ASUS GRYPHON Z87
15
GIGABYTE GA-Z87X-OC
15

 

Benchmarks: 1280x1024 - DX11

Com a resolução de volta a 1280x1024, desta vez com DirectX11, mesmo mantendo-se a hegemonia das GeForces em relação às Radeon, algumas mudanças relevantes já podem ser notadas. O primeiro lugar, por exemplo, ficou com a GTX 590, que ocupava apenas o quarto lugar no teste anterior. Embora quase todas as outras tenham trocado sensivelmente de lugar, o outro destaque fica por conta da GTX 560ti, que pulou três posições, do 8º para o 5º lugar. Notem que ambos os destaques negativos, coincidentemente ou não, são da AMD.

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

OBS.:

[ | ]


 

Benchmarks: 1680x1050 - DX11

Com DirectX11 em resolução de 1680x1050, rigorosamente não houve sequer uma mudança em relação ao teste anterior. Todas as placas se mantiveram exatamente nas mesmas posições.

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

Memory-Copy

OBS.:

  • Resultados em MBytes/sec
  • Quanto MAIOR, melhor

[ MAXXMEM | ]

GIGABYTE GA-Z87X-OC
23263
ASUS GRYPHON Z87
23035

 

Benchmarks: 1920x1080 - DX11

Nenhuma grande mudança, tirando que a 6970 superou a 560 Ti novamente nos testes mostravam desempenho abaixo do esperado das Radeons. Esperamos que a Codemasters e AMD trabalhem rápido a fim de corrigir os problemas com as placas dual chip e mesmo com as demais. Afinal, uma 6990 não fazer mais de 30 FPS memso na resolução de 1920x1080 é uma piada.

CONFIGURAÇÃO PARA O TESTE:

ENTRY, 1024x600

OBS.:

  • Aplicativo baseado em DirectX 11
  • Resultados em pontos calculados pelo aplicativo
  • Quanto MAIOR, melhor

[ 3DMARK 11 | ]

GIGABYTE GA-Z87X-OC
2736
ASUS GRYPHON Z87
2635

 

Conclusão

Diferente do que vimos na primeira versão do F1 da Codemasters, no "F1 2011" a Nvidia que se mostrou consideravelmente superior, o que não deixa de ser curioso, colocando a dúvida do porquê isso acontece. Afinal, a engine é a mesma, apesar de ter atualizações visando melhorias, entre elas da parte gráfica. Então como pode acontecer uma mudança tão drástica ao ponto de mudar completamente as placas que se comportam melhores?

Desde o inicio ficou claro também o problema do game com placas dual chip, que se estende a soluções multi-placas Crossfire / SLI. A GTX 590 da Nvidia não sofreu muito, apesar de ter ficado atrás de placas bem menos potentes da própria empresa, se mostrando melhor quando o assunto é DirectX 11, mas ainda assim aquém do que se espera dela.

Já no caso da AMD a situação é mais complicada, as duas placas mais poderosas da empresa simplesmente brigam com uma placa de baixo custo, algo inimaginável por diversos motivos, (principalmente pelo fator preço) mostrando claramente que existe algum problema, resta saber se causado pelo jogo ou pelos drivers que ainda não foram otimizado, provavelmente essa última opção, e olha que testamos com o recém lançado Catalyst 11.9 já utilizando o CAP 1 para essa versão, que poderia corrigir alguns problemas, o que não ocorreu.

Para tirar as dúvidas, testamos também com o Catalyst 11.10 Preview. Mas não teve jeito, tanto a 5970 como a 6990 não conseguiram nem de longe resultados a altura do que se espera delas, ficando na casa de 30 FPS em média. Também tentamos desabilitar o Crossfire desativando o AI no CCC (resultados publicado com AI desativado): apesar da melhora, ainda assim muito longe do esperado. Com AI ativado as placas cravavam 12,5 FPS em todos os testes.

Para quem é fã da série ou do "esporte" e possui uma Radeon, resta esperar que Codemasters e AMD otimizem tanto o game como os drivers, porque é frustrante ver o desempenho que se tinha na versão 2010 mudar da água para o vinho na versão 2011. Quanto a Nvidia, resultados ainda melhores do que a empresa alcançou com "DiRT 3" na comparação com sua eterna inimiga, alias, DiRT 3 também utiliza a mesma engine, apesar do game ser desenvolvido por equipes diferentes.