Cerca de 30 dias atrás eu tive a oportunidade de ver e testar na casa de um amigo um mouse bastante incomum. A princípio o que me chamou a atenção foi o formato diferenciado, mais alongado, com detalhes prateados, bastante moderno e arrojado. Resolvi perguntar que mouse era aquele e se era bom. Meu amigo, que é dono de uma loja de informática falou que comprou para uso próprio com seu MacBook Air e começou a explicar os diferenciais do mouse ao mesmo tempo em que fazia uma demonstração das suas funcionalidades.

Pouco mais de dois minutos após começar a mostrar na prática a sua utilização, eu já estava convencido de que esse seria meu próximo mouse. Não deu outra! Aproveitei a viagem para a Computex 2009 e no aeroporto de Amsterdã comprei o meu Logitech MX Air, que em minha opinião devia se chamar Logitech all-in-one, devido aos diversos recursos e funcionalidades do mesmo.

O mouse Logitech MX Air é a evolução do que conhecemos atualmente por mouse, funcionando tanto na sua mesa quanto longe dela, suspenso como um controle remoto multimídia – interagindo com o Windows Media Player e controlando apresentações em PowerPoint – ou apenas controlando a tela à distância. É daí que vem o nome do mouse, que também foi apelidado de Freespace em alusão clara a sua capacidade de não necessitar de um apoio para funcionar. 
Observação: Esse produto foi lançado em agosto do ano passado nos Estados Unidos e em janeiro deste ano no Brasil. De qualquer forma, como existe pouco conteúdo na língua portuguesa a respeito dele, e por ainda ser um produto moderno e atual, resolvemos publicar esta análise.

Características

Características

O mouse sem fio Logitech MX Air possui excelente ergonomia e algumas características que o diferenciam dos demais mouses presentes no mercado.

Utilizado sobre a mesa, o mouse sem fio Logitech MX Air funciona perfeitamente, porém torna-se um mouse como tantos outros. Equipado com sensor a laser de 800DPI, certamente não é a melhor escolha para aqueles que procuram um mouse apenas para games, nem é esse o foco do mouse, apesar de eu ter jogado tranquilamente com ele, sentindo falta apenas de botões específicos para configurações de atalhos ao alcance da mão que os mouses do gênero possuem.

Esse é um mouse com foco no usuário multimídia, que quer ter a liberdade de escutar música no PC e assistir filmes controlando as ações tanto no PC quanto longe dele, pois é no ar que o mouse realmente se destaca, funcionando como um controle remoto com capacidade de controlar qualquer dispositivo que possua uma entrada USB, através da inserção de um micro receptor de rádio freqüência de 2.4GHz, que permite que o mouse funcione a até 10 metros de distância do receptor.

O público executivo também poderá se beneficiar do mouse, utilizando-o como apontador para realizar apresentações sem necessitar ficar clicando no notebook para isso, apenas fazendo uso do mouse.  

O mouse possui uma bateria de lítio com duração média de quatro dias – segundo o manual e minha experiência pessoal – podendo variar um pouco para menos, dependendo do tempo de uso diário. Esta bateria pode ser recarregada totalmente em tempo máximo de quatro horas, através de uma pequena e bonita base.

O pacote de drivers da Logitech possui a opção de configuração individual de todos os botões, permitindo que os mesmos sejam configurados de acordo com os programas e funções que você mais necessita e/ou utiliza. Essa função é muito prática na hora de utilizar o mouse como um controle remoto na televisão ou Media Center.

Funcionamento no ar

Funcionamento no ar

O sensor de movimento Freespace transforma os movimentos realizados pelo mouse em respostas precisas na tela. Isso é possível devido à combinação de 3 tecnologias: os movimentos são captados pelos sensores MEMS, combinados à tecnologia DSP (processamento digital de sinal) que garante respostas precisas e o sinal é transmitido por RF (rádio frequência) para o receptor plugado no computador, eliminando a latência e fazendo com que o mouse funcione mesmo que haja obstáculos entre ele e o receptor. 

Desta forma, todos os movimentos executados no ar são transmitidos, em qualquer ângulo, inclusive se a sua mão não estive direcionada para o computador, porém o melhor resultado é obtido quando as ações são executas com o mouse direcionado para o computador. O ideal é que estando no ar, seja tratado com um controle remoto, inclusive sendo segurado como tal, conforme foto abaixo.

Com o mouse no ar, uma série de ações está disponível, desde mudar o volume pressionando e segurando o botão de volume, ou fazendo um pequeno movimento – no melhor estilo Wii – para a direita (aumentar) ou para a esquerda (diminuir). Similaridades ainda com o iPod, executando movimento circulares para mudar de música, adiantar o filme etc.

Outra funcionalidade que sofreu modificações e ficou bastante interessante é a famosa roda de rolagem, substituída por um painel de rolagem sensível ao toque. Com um breve movimento na superfície você ativa o mecanismo de rolagem por inércia, com velocidade ajustável bastando ajustar a velocidade com que você move o dedo com a velocidade que você quer que o documento se mova na tela. No caso de você mover muito rápido o dedo, como o próprio fabricante diz, a velocidade será hiperveloz. O único inconveniente é o som emitido, que tenta simular o de uma barra de rolagem tradicional, até é engraçado no início, mas se torna inconveniente principalmente quando o silêncio é indispensável.

No ar o mouse deve ser segurado como se segura um controle remoto, pressionando os botões com o polegar. O Logitech MX Air conta com vários botões exclusivos para o seu uso aéreo, todos iluminados, o que facilita bastante o uso como controle remoto em um ambiente escuro, como por exemplo, assistir a um filme no seu Media Center conectado a televisão.

Botão Back: Como o próprio nome já diz serve para voltar uma ação, porém tem outra função mais interessante, sobretudo se utilizado como controle remoto. Se pressionado de forma intermitente por 2 segundos “congela” o cursor na tela, facilitando as ações relacionadas a controle remoto, como assistir filme, fazer apresentações etc.

Botão SEL: Funciona da mesma forma que o botão esquerdo do mouse (principal), porém  mantendo pressionado o botão SEL você também poderá selecionar objetos e movê-los na tela.

Botão Play/Pause: Serve para tocar e pausar músicas, filmes etc. Segurando esta tecla pressionada e fazendo um movimento circular com o mouse você pode mudar também a música que está ouvindo.

Botão VOL: Ao clicar deixa o som mudo e ao clicar novamente reativa o som. Mantendo pressionado o botão e movendo o mouse para a direita você aumenta o volume, e movendo para esquerda você diminui.

Impressões Finais

Impressões Finais

A concorrência no segmento de mouses vem crescendo ano após ano, sempre com novos modelos buscando inovar em design e qualidade. Empresas como Logitech, Razer, SteelSeries e Microsoft (em menor escala) desenvolvem linhas inteiras de produtos voltados geralmente para o segmento gamer, afinal, são nos produtos mais modernos e caros que estão as maiores margens de lucro e normalmente os usuários mais dispostos a ter esse tipo de produto são os que necessitam de um desempenho mais preciso.

Porém esse não é o caso específico do MX Air, com foco claro no usuário multimídia, a Logitech desenvolveu um produto que prima pela qualidade, agregando design, ergonomia e funcionalidades até então nunca vistas. O resultado é um mouse extremamente elegante, com bom desempenho e que cumpre bem a função a que se destina.

A má notícia fica por conta do preço, que apesar de ter caído bastante desde o seu lançamento, ainda está na faixa dos R$ 500,00 e deve permanecer por aí.

Cabe aqui dizer que o meu primeiro dia utilizando o mouse no ar foi bem irritante, mas passado o aprendizado inicial, consegui obter o resultado esperado e atualmente o MX Air tornou-se um acessório indispensável durante o trabalho e nas seções de cinema, controlando a distância o Media Center.

Pontos positivos

- Beleza
- Ergonomia
- Funciona como controle remoto

Pontos negativos

- Preço