A Gigabyte vem há algum tempo se destacando pela qualidade de seus produtos, sempre com diferenciais relacionados a novas tecnologias, qualidade do material utilizado, acabamento e por aí vai. Hoje iremos falar sobre a placa mãe GA-EX58-Extreme, o supra-sumo da empresa no momento destinado aos processadores Core i7 da Intel, e que está entre as mainboards mais cobiçadas do momento.

Gigabyte GA-EX58-Extreme
Como comentado acima, essa mainboard é o que a empresa tem de melhor, com isso podemos esperar diversos diferenciais não apenas sobre modelos mais modestos da própria Gigabyte, mas também sobre diversos outros modelos do mercado, inclusive com alguns que deveriam brigar em pé de igualdade com ela.

Ela utiliza o chipset Intel X58+ICH10R, e isso quer dizer muita qualidade e ótima gama de tecnologias, entre os destaques o selo de suporte tanto à tecnologia Crossfire da ATI como SLI da Nvidia, quando falamos de cascateamento de placas de vídeo. Mas, logicamente, os destaques não ficam por aí, então vamos detalhar abaixo algumas das principais características da GA-EX58-Extreme.

- Tecnologia “Ultra Durable 3” com sistema de resfriamento de baixo consumo e temperatura
- Suporte aos novos processadores Intel Core i7 socket LGA1366 com QPI de 6.4 GT/s
- Novo design para controle de energia baseado na tecnologia DES Advanced
- Suporte a canal triplo de memórias DDR3 2100+ MHz
- Suporte a CrossfireX triplo ou SLI triplo
- Sistema avançado de design de energia 12+2+2 com suporte ao VRD 11.1
- Novo sistema híbrido Silent-Pipe 2 para melhor dissipação
- Sistema de controle único IC para controle preciso de voltagem
- Capacitores 100% japoneses com tempo de vida de 50.000 horas
- Sistema de LED onboard para avisos/detecção de problemas na mainboard
- Sistema patenteado DualBIOS com hardware duplo para proteção
- Duas placas de rede Gigabyte com função teaming
- Suporte a áudio Dolby Home Theater
- Botão de Power, Reset, Clear CMOS na própria placa
- Saídas de toque para blu-ray com suporte a 106dB SNR ALC889a HD Áudio

Fotos
Abaixo temos uma série de fotos da placa, mostrando o ótimo acabamento e os diferenciais em cima de uma mainboard tradicional, mostrando bem que a placa é destinada a usuários exigentes.


Ultra Durable 3, BIOS, Overclock
Outro destaque da Gigabyte é o selo “Ultra Durable 3”, nome dado devido às tecnologias Ultra Durable, Ultra COOL e Ultra Power Efficient.

O UD3 tem entre suas principais finalidades reduzir a temperatura ao redor do processador e entre o NB e SB, suportar não de forma obrigatória um sistema de watercooler (ver fotos). A tecnologia é eficiente para facilitar a condução de temperatura no material utilizado na produção, com Copper Heat Pipe de alta performance desenhado para ter uma dissipação eficiente e Heat Sink externo que pode ser acoplado ao sistema visando mais ganhos de dissipação de temperatura.

Agora além das características acima temos que destacar a tecnologia “2 oz Copper PCB” da Gigabyte, que demonstra que a empresa vem há algum tempo trabalhando em pesquisas para melhorar principalmente o quesito temperatura da mainboard, que quando melhorada gera diversos outros benefícios em cima de mainboards tradicionais como melhorias de dissipação do calor, maior durabilidade (leia-se tempo de vida), melhor eficiência do consumo de energia e mais margem para overclock entre outras coisas.

A placa ainda tem outras características interessantes que a tornam uma opção destacada entre as melhores quando falamos em qualidade. Podemos citar o Ultra Power Efficient que visa melhorar o consumo e uso da energia pela placa em geral, o Ultra Smart através do software Easy Tune 6, Ultra Safe com a tecnologia DualBIOS que garante a vida da placa caso tenha problema com a atualização de BIOS.

Como toda mainboard, atualmente esse modelo acompanha um DVD com drivers e utilitários, facilitando muito a vida de usuários com pouca experiência, principalmente pelo software que detecta todos os hardwares e instala os drivers específicos para os mesmos. Abaixo uma imagem do Xpress Install responsável por essa parte junto com uma imagem do CPU-Z.



BIOS
Não entramos a fundo em cima de overclock devido à placa ser emprestada, mas podemos ver que a BIOS está à altura de uma mainboard que visa conquistar principalmente o público entusiasta, e isso quer dizer muita liberdade de opções relacionadas a overclock principalmente.

Outra opção bem interessante disponível através da BIOS é o Easy Share, sistema para compartilhamento de configuração de bios que torna possível de forma bem simples a troca de bios com outros usuários que tenham a mesma mainboard, facilitando o uso de algumas configurações já testadas por outros usuários (logicamente devendo-se levar em consideração os demais hardwares utilizados em cada máquina).

Abaixo algumas telas da BIOS.


Overclock
A mainboard GA-EX58-Extreme da Gigabyte é uma ótima opção para usuários avançados que precisam do máximo de liberdade e opções via BIOS para se conseguir overclocks extremos, e vem com uma opção muito interessante já destacada antes nessa review, a possibilidade de se colocar um sistema de watercooler sem necessidade de acoplar nada à placa, visto que seu chipset já vem preparado para isso, dando ao usuário a opção de fazer esse upgrade quando precisar, e se precisar.

Como verão mais adiante, nos testes nós colocamos o Intel Core i7 920 de 2.66GHz trabalhando a 3.6GHz sem nenhum problema ou instabilidade, mas não fomos adiante devido estarmos usando um cooler BOX, que não é recomendado para clocks mais altos, sem contar também que o kit nos foi emprestado pela Gigabyte e temos que ter uma precaução para evitar danos.


Benchmarks
Fizemos os benchmarks em cima do clock padrão do Intel Core i7 920, ou seja, 2.66GHz, mas também com um pequeno overclock colocando o processador a 3.6GHz. Até tentamos colocar a 4.0GHz, só que o sistema não se comportava de forma estável. Entre os motivos está o fato de utilizarmos um cooler BOX, e que também não fomos a fundo nos testes de overclock para evitar qualquer problema de hardware já que tivemos que enviar o kit de volta à Gigabyte.

Máquina utilizada:
Mainboard: Gigabyte GA-EX58-Extreme (rev 1.0)
Processador: Intel Core i7 920 2.66GHz @ 3.6GHz
Memórias: Kingston DDR3 1600MHz
HardDisk: Wester Digital 500GB Sata2
Placa de vídeo: GeForce GTX 260 216 Cores

Sistema Operacional/Drivers:
Windows Vista 32 Bits SP1 com updates
Drivers de chipset/áudio vide DVD que acompanha a mainboard
ForceWare 182.08

Software/Games usados nos testes:
- PCMark Vantage
- 3DMark06
- 3DMark Vantage
- Crysis
- FarCry 2

PCMark Vantage
Começamos os testes com o PCMark Vantage, software que engloba diversos testes de hardwares de um computador.

Abaixo temos o resultado com a máquina em seu clock padrão alcançando 6.584 e também com overclock onde a mesma consegue quase 1.000 pontos a mais, aumento superior a 10%.



3Dmark06
Dando sequência, vamos aos testes com o 3Dmark06, onde o resultado alcançado foi de 16.276 em stock e 17.604 com over. A pontuação foi inferior à alcançada com o PCMark - isso devido ao 3Dmark ser direcionado a placas de vídeo e consequentemente não calcular os pontos da mesma forma que o PCMark. Por outro lado, vemos um aumento interessante gerado com o over do processador.



Crysis
Em cima do Crysis, vemos resultados bem parecidos com outro sistema que utilizamos em reviews de placas de vídeo, até mesmo porque no outro sistema temos o processador trabalhando a 3.5GHz.

Já o over mostra uma pequena melhora nas resoluções mais baixas, mas não tem diferença nas mais altas.



FarCry 2
Em cima do FarCry 2, esse sistema perde para uma máquina baseada em um Intel Core Quad 9550 @ 3.5GHz, mostrando que a plataforma ainda precisa ser melhorada. Já nos testes comparativos entre o proc em stock e em over vemos uma melhora significativa, na resolução mais baixa chegando a quase 7 FPS redondos, o que dá mais ou menos 10%. Vemos também que na medida que vamos aumentando as resoluções a diferença vai caindo.




Conclusão
A mainboard Gigabyte GA-EX58-Extreme está entre os hardwares mais desejados da atualidade, primeiro por ser baseada nos processadores mais recentes da Intel, e depois por ser um produto onde a qualidade é o foco principal. Não vemos nada que deixe a desejar: desde seu design ao acabamento e componentes, tudo é de primeira qualidade, tornando o diferencial na maioria dos computadores de que venha a fazer parte.

Possui um pacote de “acessórios” que deixa a maioria dos concorrentes longe, e quando falamos de acessórios falamos também de possibilidades visto que seus heatpipes são algo a parte - não apenas os fixos, sendo um deles inclusive já preparado para um sistema de watercooler, mas também removíveis, leia-se o Heat Sink, acessório desenvolvido para melhorar a dissipação de calor e consequentemente melhorar o comportamento do sistema.

O lado negativo fica em cima de seu preço, afinal com uma gama de opções acima do normal logicamente temos um custo, mas que, como comentamos em outras reviews, tem seu público, e é para isso que esse modelo foi lançado, para o público entusiasta que procura realmente um produto diferenciado. Como não temos a placa no Brasil ainda, temos que nos basear no preço internacional, que está por volta de U$ 330,00 dólares, então concluímos que não chegará por aqui por menos de R$ 1500,00.